Day by day

ABSTRACOES GESTANTES – Coisas de grávida

Ando percebendo algumas mudancas nao só no meu corpicho, mas em tudo à minha volta. Pois é, há quem diga que quando se tem um filho tudo muda. Eu discordo, ou melhor, complemento: quando se está grávida 50% do tudo já muda.

Algumas coisas que já percebi:

- Tô gorda e feliz! Isso nao é fantástico!? Tô me sentindo um pitelzinho e com um orgulho absurdo de expor minha barriga gratuitamente. Aliás, lá no Brasil até buzinaram pra mim e nao era porque eu estava atravessando no sinal vermelho. Sim, porque se essa buzinada fosse aqui na Alemanha só poderia ser porque eu estava fazendo algo errado.

- Quando vejo um homem exibindo seus músculos com uma camiseta beeeem justa, olho e penso: “Uau!”. Mas após alguns poucos segundos me vejo preocupada e pensando: “Tadinho, será que nao está sentindo frio? Vai pegar um resfriado!”. Eu hein!

- Meu calendário antes era cheio de provas, trabalhos para o MBA, preparar currículo, preparar carta de motivacao e por ai vai. Agora é: visitar hospital X,Y,Z, entrar em contato com parteira, matricula em cursos para grávidas, matrícula em cursos para futuros pais, comprar coisas pro bebê, comprar óleo contra estrias, ir ao obstetra e por ai vai. E, somado à isso, coisas do meu estágio e da minha tese que ocupam menos da metade da agenda hoje em dia.

- Perdi completamente a vergonha de arrotar, me sentindo uma verdadeira primata, porém uma primata aliviada.

- Quando vejo um vestido fantástico ou uma blusa única, penso em quantas fraldas poderia comprar pelo mesmo valor. E só me pergunto quando é que esse virús vai passar. Afff…

- Do lado do meu trabalho tem uma loja de eletroeletrônicos e uma loja de coisas para bebês. No comecinho da gravidez eu batia cartao na primeira e agora vou quase toda a semana na segunda. E o pior, nunca compro nada em nenhuma das duas. :-D

- Sempre me esforcei para me concentrar em uma reuniao de trabalho, agora me esforco para nao me desconcentrar com o Rafinha dando suas mexidas em horário comercial. E como mexe nessas horas, meu Deus!

- Nao tenho mais dó de quem acabou de ter um filho por passar noites sem dormir ou por ter que comer comida fria. Hoje desejo exatamente a mesma coisa pra gente.

- Nao discuto mais, respiro fundo, sigo em frente e meu corpo agradece. Fazendo isso, percebi o quanto “ignorar” pessoas “ignorantes” e grossas faz bem pra alma e pro corpo. É por isso que pessoas como o Chico Xavier viveram tantos anos e o mais impressionante é que ele nem precisou engravidar pra perceber isso. Homem santo mesmo!

- De repente todos os bichinhos de pelúcia tornaram-se irresistíveis. Eu sempre amei essas coisas e sempre me controlei para nao comprá-las, mas agora eu tô com medo de nao resistir mais. Socorro!

- Nao preciso ver filmes pra chorar, basta ver o trailler. Assustador, mas é isso mesmo. Aliás, dependendo choro até em propaganda. :-D

- Nao fico mais tentando imaginar o meu futuro, fico imaginando e planejando o batizado e as festas de aniversário do Rafa. Sim, porque nao deve ser nada convencional e toda originalidade pede planejamento antecipadissíssímo. Fora que já estamos discutindo em qual escolinha vamos colocar o figurinha. Emocao pura!

- Toda casa na nossa imaginacao já vem com uma crianca correndo e o cachorro correndo atrás. Já faz parte do pacote e disso a gente nao abre mao!

- Nao como mais pensando no que quero comer, como pensando no que é bom pro Rafa. É estranho perceber que meu papel deixou de ser saciar minha própria fome ou meus desejos “pessoais”. Às vezes fico doida por um torresminho, uma gordurinha da picanha (adoro!), mas o Rafinha sempre vence e abro mao. Sendo assim, cheguei à conclusao de que ser gestante faz (pelo menos tem potencial para) bem à saúde.

- Como somos pessoas cultas aqui em casa, nosso banheiro sempre tem revistas interessantes do tipo “Business Spotlight” (para aprimoramento da língua inglesa), “Deutsch Perfekt” (para aprimoramento da língua alema), “Lonely Plant” (viagens), ”Spiegel” (tipo uma ”Isto é” no Brasil) e para momentos de relaxamento algumas fúteis tipo “Marie Claire”. Agora? Agora temos lá uma pilha de revistas “Crescer” (para aprendizado e aprimoramento da arte de ser mae & pai) e dois livros em alemao sobre gravidez. Isso que eu chamo de processo evolutivo de um casal! :-D

- Nunca mais me senti sozinha e nem louca por falar sozinha ou com as plantas. Aliás, tô muito discarada e quando volto pra casa do trabalho andando, venho o caminho todo trocando idéia com o “Rafa” e só quando já estou chegando em casa é que me toco que devia estar parecendo uma maluca. Fora que fico com uma dó do bichinho. Já pensou um homem ter que passar 24hs ouvindo uma mulher sem poder pedir para ela deixar os ouvidos dele em paz? Pois é, eu sofro com a parte difícil da gestacao, mas ele também nao tá com muita vantagem nao. :-D

[pinit count="vertical"]

Um Comentário para "ABSTRACOES GESTANTES – Coisas de grávida"

  1. Oi barriguda!!

    Tenhos novidades….

    ….daqui alguns meses estarei tão barriguda quanto vc…dá pra acreditar?!

    Muié; depois te conto tudo por e-mail e com detalhes…

    …mas, quem diria, né?!…rsrs!!

    Estou entrando na 6º semana….hehehe!!

    Fiquei sabendo no domingo dia 17/10. Só posso dizer que desde a notícia passei a contemplar a multidão com uma paz interior tão gratificante que toma conta de todo meu ser. Comecei a notar que o mundo é muito mais encantador do que parece, e as voltas de 360º que acontecem em nossas vidas sempre tem um propósito bem maior que pregamos com nossa vã filosofia!!

    Simplesmente me sinto PLENA e extremamente FELIZ!!

    Ah! também a frase: “A vida é uma escalada. Mas a vista é ótima!!”, faz muito sentido…

    Confesso que estou com um certo medo; afinal até pra mim é uma grande surpresa a gravidez e Má, além da minha família e amigos que me apoiam e me enchem de força, carinho e coragem; por outro lado estou sozinha nessa (deu pra compreender né?!).

    Mas, estou amando essa novidade minha amiga.

    Bjs;

Deixe seu Comentário





* Campos de preenchimento obrigatório