Stuttgart

ALEMANHA – Novo Museu da Porsche em Stuttgart

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-11

Para comemorar seus 60 anos, a Porsche inaugurou em 31 de janeiro desse ano o seu novo e maravilhoso museu. Eles já tinham um museu anteriormente (leia sobre este aqui), mas pra quem o visitou sabe que não representava muito bem a história dessa empresa.

O novo museu apresenta uma estrutura futurista e impressionante. Uma arquitetura completamente diferenciada e ousada. Mas ousadia maior mesmo foi a escolha do local. Pois é, as feministas de plantão na Alemanha não devem aprovar muito essa obra, afinal no mesmo terreno onde foi construído o novo museu existia um estacionamento só para mulheres. Que ironia, hein!? (((-:

Foram estimados 50 milhões de euros para essa obra, mas, no fim, a brincadeira custou o dobro e demorou muito mais tempo para ser entregue. 140 metros de comprimento e 70 metros de largura, mas o mais impressionante é quando se observa os cantos do museu, pois toda aquela estrutura (aprox. 35.000 toneladas) está apoiada em apenas 3 colunas.

dsc02190

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-94

Toda essa estrutura apresenta-se em uma área de 5.600 m2, trazendo uma coleção de carros fantástica, um pouco de história e curiosidades, muita tecnologia e, além disso, o restaurante “Christopherus” e um bar logo na entrada para tomar um café, um refrigerante ou comer uma das tortas deliciosas que existem na Alemanha. E é lógico que tinha que ter uma “véia” na foto, afinal estamos na Alemanha e eles (os idosos) simbolizam esta nação, então: “Viva a “véia!” Tá, sei, meu dia também vai chegar, mas enquanto não chega… (((-:

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-6

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-79

Logo na entrada, do seu lado esquerdo estará o guichê onde você poderá comprar seu ticket (valores e informações no final do post).

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-4

Mas a dúvida que não quer calar: “Onde apresentar a entrada?”. Pois é, compramos o ticket, mas em nenhum momento nos foi solicitado, ou seja, nos arrependemos de ter comprado. (((-: Eu acho que é possível sim entrar na faixa e dar um “tumé” na segurança e até por isso estranhamos a falta de controle com catraca (como no museu da Mercedez) ou coisa assim. Na verdade, acho que eles ainda estão um pouco “confusos”, pois no último andar descobri um lugar onde estava escrito “Entrance” (Entrada – observe entre as duas pessoas fora do guichê), mas no mesmo lugar estava colado na parede um papel sulfite escrito “Exit” (Saída – observe do lado da loira no guichê). Pois é, acho que eles aceleraram demais e esqueceram de pensar na entrada e na saída. Enfim.

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-38

Também na entrada, você irá ver do seu lado esquerdo um guichê cheio de mulheres até que bem bonitas e simpáticas, onde você poderá se informar do que precisar em inglês mesmo e é ai que você pode solicitar o seu áudio também. E o legal é que colocaram indicações com imagens sobre os serviços do museu (inclusive “guarda-bagulhos” por apenas €1) e a indicação da direção. Adoro gente prática! (((-:

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-81

Segundo um dos responsáveis pelo museu, estão sendo mostrados no museu apenas 80 modelos de carros, sendo que eles tem mais de 300 que estão “estocados” (olha o “puxadinho” onde está o estoque na foto abaixo). Mas a proposta é, assim como no antigo museu e até mesmo no museu da Mercedez, de fazer um sistema de rodízio no acervo, o que torna o museu mais interessante ainda, pois quem visitar duas vezes poderá ser pego de surpresa com uma nova mostra. (((-:

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-791

O museu é MUITO branco e essa escolha não foi à toa. A intenção dos caras que projetaram o museu era justamente dar destaque ao que é de destaque: os carros. Além disso, eles quiseram e conseguiram passar alguns valores da marca através do projeto como um todo: leveza, dinâmica, velocidade e força.

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-62

Chegando na entrada, já irão observar as escadas rolantes que vão te levar ao acervo. Logo de cara você irá ver o famoso carro dos Flintstones. (((-: Tá bom, não é, mas que parece, parece! É uma carroceria de alumínio do Porsche Tipo 64, também conhecido como “Berlin-Rom-Wagen”. O design desse carro é considerado a origem do design particular da marca Porsche, e foi o predecessor do lendário esportivo Porsche 356.

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-9

Em uma área do museu é possível se divertir sentindo o ronco de diferentes motores, inclusive o da Harley, que AMO!  Isso mesmo, aqui fiquei sabendo que uma determinada família de motores da Harley Davidson foi desenvolvida pela Porsche (motores Evolution, 1984)! Já pensou?! Enfim, é só se posicionar, sentir e vibrar. E o melhor, nem precisa acelerar, pois eles já fazem isso por você! Easy rider!!!

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-59

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-56

Para os mecânicos interessados na parte mais técnica não falta informação e nem tampouco peças para se observar internamente e com detalhes através de uma “oficina” dentro de ”aquários” de vidro. São três “aquários” que apresentam 3 categorias: produção, desenvolvimento e design. Além disso, também existem outras peças expostas pelo museu e também alguns motores sem proteção, o que é ótimo para chegar bem pertinho e ver beeeem os detalhes.

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-72

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-21

motores-porsche

Para os consumistas ou colecionadores, não percam o Shopping, que apesar de pequeno tem muita coisa que vale a pena levar pra casa (eu AMO aqueles carrinhos).

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-88

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-85

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-82

Os visitantes do museu se dividem em três categorias: os que querem saber muito, os que querem ver e fotografar muito e os que querem atrapalhar as fotos alheias (aquele povo que empaca, sabe como é?). Quem quer saber sobre a história é só andar devagar lendo tudo que aparece e também parando para ver filmes que passam em várias telas espalhadas na exposição. Mas, para quem só quer ver e, consequentemente, babar, é só ir até a área principal e lá estarão eles: carros esportivos, carros de corrida e, é lógico, os carros dos seus e dos meus sonhos. (((-: 

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-22

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-10

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-55

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-30

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-58

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-66

O museu é cheio de efeitos interessantes e estranhos, mas que devem ter algum significado. Por exemplo, repare na foto acima do lado direito um número invertido. Agora olhe a foto abaixo e veja que tudo está invertido, inclusive o carro. Na verdade, segundo meu marido que é Eng. Mecânico e bem melhor informado do que eu nesse assunto, a idéia de colocar esse carro de cabeça pra baixo é pra chamar atenção ao fato de que, conforme os cálculos aerodinâmicos, quando atingisse uma velocidade acima de 321,4 Km/h, a força aerodinâmica seria capaz de manter o carro preso ao solo, mesmo que o carro estivesse de cabeça pra baixo. Uhú! Essa teoria eu pagava pra ver ser compravada! (((-:

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-19

Dos efeitos especiais que vi, o mais interessante foi a projeção em uma parede dos modelos da Porsche. Ali, fica claro, que todos designs se sobrepõem, mostrando uma clara evidência de que o design é sim uma identidade muito forte e marcante da Porsche. A primeira foto retrata a imagem que é fixa no painel, ou seja, apenas os contornos e as outras duas fotos são exemplos do que acontece quando o modelo selecionado muda. Fantástico!

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-37

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-36

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-35

No último andar, são expostos carros sobre círculos móveis no chão, ou seja, o carro fica girando por que está sobre estes círculos, então fique tranquilo sobre a sua sanidade mental e sobre o seu nível alcoólico no sangue. Pois é, eu, a princípio, achei que estava bêbada, mas ai um amigo me disse que os carros realmente estavam girando vagarosamente. Isso que dá beber com certa frequência, a gente sempre acha que está vendo coisas. (((-:

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-33

Os carros de corrida parecem ser a “menina dos olhos” da Porsche. Eles estão definitivamente em destaque no museu, principalmente o Porsche 917, posicionado sob 320.000 luzinhas LED. As luzes mudam constantemente o seu trajeto de projeção, formando frases famosas de pilotos de carros de corrida ou imagens de circuito das corridas.

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-24

Aliás, não há prova maior do sucesso deles com carros de corrida, do que a coleção de prêmios que expõem: são 28.000 vitórias conquistadas.

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-27

Além de tudo isso, o museu ainda oferece um “Centro Multimídia” gratuito, onde o visitante pode navegar um pouquinho e conhecer mais sobre a história e sobre os modelos da Porsche. Aparentemente esse espaço é o queridinhos das crianças pequenas e também – por que não – das crianças já um bucado crescidinhas. (((-:

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-75

Ir a um museu quase sempre te traz duas coisas: dor nas pernas e algum conhecimento extra. Pensando nisso, a Porsche providenciou duas soluções: um espaço com “pufs” no meio do museu, escada rolante e elevador e muitas informações históricas interessantes que serão explicadas pelo Rô nos próximos parágrafos.

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-23

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-80

Dentre as informações interessantes eu citaria, a princípio, duas. A primeira diz respeito ao nosso querido e potente “fusquinha”. Pois é, o fusca foi um desenvolvimento de Ferdinand Porsche, o fundador da marca Porsche. Isso foi na época em que o governo Alemão lançou um projeto para construção de um carro popular, bem antes da Porsche fabricar os famosos carros esportivos. Entretanto, o design básico e a concepção do motor foram projetos de Ferdinand Porsche. Observação: o VW Fusca e vários carros da Porsche tem em comum a configuração do motor, tipo boxer, onde os cilindros são contrapostos a 180 graus. Enfim, se você tiver um fusquinha, pode até dizer que ele é um parente próximo do Porsche.   :-))))

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-41

A segunda e mais interessante diz respeito ao símbolo da Porsche: “o cavalo” no escudo da marca. O cavalinho rampante é o símbolo da cidade de Stuttgart. A Porsche, que tem sede nesta cidade, colocou a identidade da cidade em sua marca. Apesar disso, a marca mais conhecida pelo cavalinho rampante é a Ferrari, que, conforme o pessoal da cidade, ”engambelou” o símbolo. Pois é, a história diz que o pessoal da Ferrari adotou o símbolo do cavalinho rampante ao ver o desenho em um avião da primeira guerra mundial que caiu lá pelos lados da Itália. O avião (ou o piloto) era de Stuttgart e carregava a bandeira da cidade. Bom, se for isso, achado não é roubado.   ((((-:

alemanha-stuttgart-porsche-fev09-60

E, pra fechar, uma foto da nossa “equipe” representando o Brasil com a “nossa” super máquina. (((-:

dsc02169

O museu funciona de terça a domingo, das 9 às 18 horas. Adultos pagam € 8,00, estudantes pagam meia e crianças até 14 anos acompanhadas entram na faixa. Pra quem gosta, tem aqueles guias eletrônicos em várias línguas à disposição e, o melhor, de “grátis”! (((-: Para maiores informações é só entrar no site oficial (em inglês) e se divertir!

Segundo o museu, são esperados 200.000 visitantes por ano no novo museu. Mas se você ainda não é um deles e não sabe se um dia será, clique aqui e veja quase 100 fotos desse templo automobilístico. (((-:

Fontes de informação:

1) Site Online da Revista Alemã “Spiegel“;

2) Conhecimentos do meu marido na área de mecânica e história automobilística;

3) Minha criatividade.

[pinit count="vertical"]

5 Comentários para "ALEMANHA – Novo Museu da Porsche em Stuttgart"

  1. Sandra Santos disse:

    Adorei a boa notícia. Eu conhecia o museu antigo da Porsche, mas que avanco em comparacao àquele pequeno “museuzinho”!!! Assim que puder vou aí para conhecer o novo museu ao vivo e a cores.
    Obrigada e beijos, Sandra

  2. MUITO BOM VO LA ALGUM DIA……………..

  3. ANDRÉ LOPES disse:

    maravilhoso.acho que simplismente foi super caprichado,comparado ao antigo.Alem do mais,ela apresenta varias raridades,como o 356.fantático.

  4. Evilene Gomes disse:

    Amei a matéria, bem descontraida e dar vontade de ler até o fim. E os conhecimentos adquiridos dessa forma foram bastante relevantes.

Deixe seu Comentário





* Campos de preenchimento obrigatório