Paraná

Castro (Castrolanda), Paraná – a Holanda brasileira

Graças à um convite para um casamento muito especial fomos parar em uma região repleta de boas surpresas paranaenses.

Pra começar que tal irmos direto pra Holanda? Que na verdade não é Holanda, mas sim Países Baixos. Mas enfim, seja lá como devemos chamar esse país, para sentí-lo só um pouquinho nem precisamos ir tão longe. Pois é, basta ir pra Castro, ou melhor, pra Colônia Castrolanda que fica em Castro no Paraná.

Castro é uma cidade com uma história interessante, rodeada de colônias holandesas e alemãs. O único lugar que tivemos oportunidade de conhecer foi o centro de informações turísticas que é muuuuito fofo, com um sapato holandês gigante logo na entrada. Coisa bem turística, mas que rende umas fotos muito fofas com os pequenos. :D

Mas o que mais nos chamou a atenção não foi nem a cidade, mas sim a Colônia Holandesa que fica dentro da cidade, a Castrolanda. O nome já é uma homenagem aos colonos “holandeses”, ou seja, uma mistura de Castro com Holanda. Mas a diferença entre a colônia e a cidade é gritante. Aliás, a diferença entre a colônia e o Brasil é gritante. A sensação que tínhamos lá é de que realmente estávamos na Holanda, na Europa.

A colônia e toda sua riqueza aconteceu graças à união das famílias holandesas que chegaram no local em 1951. Eles se uniram e fundaram uma cooperativa, a Cooperativa Castrolanda. Essa cooperativa atua em diversos ramos e um deles é a produção de leite que é, inclusive, consumido aqui em casa. Os caras construíram um verdadeiro império holandês! Fora que a colônia é uma graça! Você custa a acreditar que está no Brasil. Casas lindas, sem muros, sem portões, pracinhas charmosas, ruas limpas e, pra fechar o cenário, holandeses falando holandês pelas ruas da colônia (bem, eu acho que era holandês…rs), plaquinhas das ruas com os nomes em holandês, árvore daquelas européias e um dos maiores moinhos de vento em operação no mundo que é operado pelo único “moleiro” certificado do Brasil. Ó! :D

Só sei que, tirando o frio, até deu saudades da Alemanha. Mas, foi só seguir viagem rumo à próxima parada que as saudades deram lugar à alegria imensa de estar no Brasil, mais exatamente em Piraí do Sul. Aguarde o próximo post e conheça um dos paraísos Paranaenses!

[pinit count="vertical"]

Deixe seu Comentário





* Campos de preenchimento obrigatório