Croácia

CROÁCIA – Rijeka, Rovinj, Krk e Parque Plitvicka Jezera

A Croácia (em croata: Hrvatska) foi nosso ponto de partida para conhecer nao só este país, como também Veneza e Eslovênia. 

É um país europeu que limita ao norte com a Eslovénia e Hungria, a nordeste com a Sérvia, a leste com a Bósnia e Herzegovina e ao sul com Montenegro. É banhado a oeste pelo Mar Adriático e possui uma fronteira marítima com a Itália, no golfo de Trieste. Banhado pelo Mar Adriático, o litoral croata é bastante recortado, com penínsulas, baías e mais de 1 000 ilhas que formam uma paisagem semelhante à da costa grega. 

É um país com uma história de conflitos diversa, mas que recentemente parece ter chegado ao fim. A Croácia, assim como  Eslovénia, Macedónia, Sérvia, Montenegro, Bósnia e Herzegovina, fazia parte do país antes chamado de “Iugoslávia”. A última tentativa de independência foi do Kosovo, mas esta ainda nao foi reconhecida pela Sérvia. 

A Croácia se declarou independente desde 1991, após anos tendo que conviver com um ódio histórico contra os sérvios e o inverso também. Povos completamente diferentes, obrigados a dividir de uma mesma nacionalidade e território, o que só fez aumentar o ódio entre estes. 

Em toda a regiao da antiga Iugoslávia é possível ver vestígios de um passado de conflitos, guerras e fugas. Na Croácia, ficamos impressionados com a quantidade de casas antigas de pedra completamente abandonadas por todos os lados.

Lembro que quando vimos as primeiras, achamos um motivo interessante para fotografar, mas conforme fomos percorrendo as pequenas vilas comecamos a ficar sismados com a quantidade, uma do lado da outra. Foi quando nos demos conta de que deveriam ter sido abandonadas e os croatas decidiram deixá-las ali como forma de manter a história nao só na memória, mas fisicamente presente. Conseguiram, pois a cada casa que eu olhava, surgia na minha mente como se fosse uma retrato do momento da fuga daquela família. Foi estranho, mas impossível nao me arrepiar imaginando o quao terrível deve ter sido esse período para Croatas e todos que já viveram algo desse tipo. 

.

* Icici – Rijeka * 

Ficamos hospedados em uma cidadezinha chamada Icici, em um apartamento super confortável e baratinho. A cidade, apesar de pequena, era uma graca e próxima de uma regiao muito badalada chamda Opatija, repleta de bares, restaurante, hotéis de luxo e casas de jogos. Opatija é uma cidade bonita que foi estância de férias do império Austro-húngaro e mais tarde de Italianos, os quais constituem ainda grande parte dos visitantes. A cidade tem hotéis e villas em estilo do final do séc. XIX e início do séc. XX. Já Icici trouxe uma grande vantagem, pois por nao ser muito turística, foi fácil encontrar hospedagem boa e barata. Adoro! 

Como estávamos de carro, a localizacao foi bem estratégica, pois ficamos bem no meio do caminho entre nossos destinos na Itália e na própria Croácia. Saindo de Icici fomos conhecer o porto principal da Croácia, a cidade de Rijeka. É uma cidade já de grande porte, que impressiona pouco, afinal nao tem mais aquele ar de “origens”. Mas o passeio, desde que esteja lá perto, vale a pena. Principalmente no pôr-do-Sol. 

.

* Parque Nacional Plitvicka Jezera * 

A viagem para a Croácia, sinceramente, se tornou inesquecível neste parque. O Plitvicka Jezera é um dos paraísos na Terra! E nao há foto ou vídeo nesse mundo que consiga mostrar a beleza desse lugar. 

.
Plitvice fica no interior da Croácia, entre Split e Zagreb, pertinho da fronteira com a Bósnia-Herzegovina. É um parque nacional nomeado pela UNESCO como Patrimônio Natural da Humanidade em 1979. É um vale maravilhoso, abencoado por lagos de um verde apaixonante. Do primeiro minuto até o último naquele parque continuamos suspirando, quase nao acreditando que estávamos ali. 

Existem duas trilhas principais, mas a travessia toda equivale à aprox. 16km de parque. O bom lá é que eles tem ônibus e barco pra quem quiser se deslocar e o preco destes já tá incluso no pagamento da entrada. Nós fomos a pé e voltamos de ônibus, sendo que este vai passando o tempo todo bem do ladinho dos lagos, nos dando bastante tempo pra despedida. 

O lugar é lindo e cominho de carro até lá também tem seu charme. Imperdível! Mais imperdível do que as ilhas ou praias da Croácia. Pelo menos pra mim… :-D  

.

* Rovinj * 

Rovinj é uma cidade localizada na costa oeste da península da Ístria, Mar Adriático. Com uma população de 14.234 habitantes (2001), Rovinj é um centro turístico popular (segundo li, o segundo maior da Croácia) e um ativo porto de pesca. 

Fiquei sabendo dessa cidade na internet, antes da viagem enquanto buscava informacoes sobre destinos na Croácia. Quando vi as fotos fiquei encantada, mas ao vivo foi muuuuito melhor. A cidade é muuuito pequena, mas uma graca. Os becos me lembraram Veneza por causa do estilo das casas e do aspecto de lugar abandonado, mas por outro lado, achei as casas em geral mais bonitas, muito coloridas e enfeitadas. Amo lugares coloridos, o que é raro encontrar na europa. Enfim, Rovinj é uma pequena surpresa cheia de cores e encantos que fica pertinho de Veneza. A esticada vale a pena, viu!? :-D  

.

*Praias & Ilhas * 

As praias da Croácia, apesar da água clariiiiinha, nao sao nada de mais. Nem sei se tem praia de areia natural, mas desconfio que nao. Todas que vimos sao de cascalho ou, mais normal ainda, de pedra mesmo. Essas de pedra geralmente tem uma plataforma metálica que eles fixam na beirada da pedra pro peao entrar na água sem ter que pular. É bem estranho e eu, particularmente, nao gosto muito de praia assim. A de cascalho sem minhas havaianas nao rola. Ainda mais depois que vim morar na Alemanha, pois aqui como ando pouco descalca adquiri um pé de princesa todo cheio de sensibilidade. Affff… 

Mas, se tem tu vai tu mesmo. O Rô entrou em uma das praias porque ele é doido de pedra, mas foi entrar e sair, pois a água devia estar uns 12 graus no máximo. Ninguém merece! Só mineiro mesmo pra encarar. :-D

Ilhas existem várias, mas pegamos a mais próxima de onde estávamos mesmo, a Krk. Ô nominho, viu!? Nem tínhamos programado ilha nenhuma, mas o dia estava tao lindo que no final da tarde decidimos ir ver o pôr-do-Sol numa ilha no meio do Mar Adriático. Olha que romântico! A ilha é normal, nao vimos nada que chamasse nossa atencao, mas o pôr-do-Sol do lugar onde estávamos foi espetacular e colocou essa ilhota definitivamente nas nossas memórias. Foi realmente um presente de Deus aquele fim de tarde. Pra ser perfeito só faltou um peixinho frito. :-D

A Croácia é um país muito pequeno, mas com muitas riquezas naturais e um povo extremamente simpático até onde pude perceber. Nao é um daqueles destinos imperdíveis para quem vem de outro continente para a Europa como turista, mas se for conhecer Veneza, por ex., vale a pena dar uma esticadinha até a Croácia e visitar pelo menos o Parque Nacional Plitvicka Jezera e a cidadezinha de Rovinj. Destinos inesquecíveis e únicos! Para os europeus é destino quase certo em todos os veroes, entao nao se assuste com as praias lotadas todos os dias por lá nessa época. Está cada vez mais popular, tanto pelas belezas, quanto pelos precos ainda baixos, uma vez que a Croácia ainda nao foi aceita na Uniao Européia, apesar de sua candidatura e de sua estabilidade econômica.

Bom, depois da zica que a Uniao Européia teve com a Grécia, acho que agora mesmo é que vai demorar pra aceitarem a Croácia como membro. Sorte dos turistas, pois assim os precos por lá ficam bem mais saudáveis do que nos países da UE. Aproveitem!!! :-D

[pinit count="vertical"]

4 Comentários para "CROÁCIA – Rijeka, Rovinj, Krk e Parque Plitvicka Jezera"

  1. Gabriela Raggio disse:

    Maravilhoso o relato de vocês! Muito legal compartilharem…
    Irei para a Croácia em julho e as dicas foram bárbaras! Com certeza irei para o parque Jezera, cidedezinhas, etc.
    Valeu mesmo!
    abraço,
    Gabriela

  2. Edinilsa Souza disse:

    Adorei os relatos, são melhores do que os encontrados em agências de turismo. Lindas fotos. Estou indo em agosto para a Croácia e as dicas de vocês foram ótimas. Abraço.

  3. Sônia disse:

    As informações estão sendo muito úteis e as fotos lindas. Gostaria de saber como faço para ir de Veneza à Pula de barco, pois encontro os sites mas nenhum deles está com essas informações disponíveis.
    Obrigada!

  4. Nilza disse:

    Olá td bem adorei os relatos mas como faço para ir de barco de Veneza para a croácia? E fácil?? Ou preciso ir por terra para Zagreb e de lá ir para o parque plitvicka?? Abraços

Deixe seu Comentário





* Campos de preenchimento obrigatório