Culinária

CULINÁRIA BRASILEIRA NA ALEMANHA – Parte 4: Pastel em duas versoes

Quem chorava (como meu marido) porque aqui nao tem aquele pastel de feira, frito na hora e crocante, agora nao tem mais motivos.

Fomos visitar um casal de amigos e o Rô comentou que estávamos na “busca pelo pastel” na Alemanha, ou melhor, estávamos procurando a receita da massa na verdade. Mas nao é que eles nao só resolveram nosso problema, como ainda nos deram a dica pra comprar uma massa já pronta!

Em alguns mercados existe uma massa que o pessoal compra pra fazer a comída típica alema “Maultasche” e, pasmem, é exatamente essa massa que você vai usar pra fazer aqueeeeeeeele pastel crocante, sequinho e delicioso. A massa chama “Maultaschenteig” e cada rolo rende, em média, uns 15 pastéis tamanho médio (acho que é isso, pois comemos tao rápido que nem deu pra contar).

É importante passar água na massa do lado interno (principalmente nas beiradas), pra garantir que ela fique bem fechadinha. O recheio vai depender da criatividade e gosto de cada um. Nós já fizemos pastel de queijo, pizza, carne moída e até de bacalhau. A massa é um pouco mais grossa, mas mesmo assim DELICIOSA! Pena que nao sei onde enfiei as fotos que tiramos, pois fizemos, inclusive, o “passo-a-passo”. Enfim, da próxima vez, registramos de novo.

Da primeira vez usamos essa massa “Maltaschenteig”, mas da segunda vez o Rô resolveu na cabeca dele que qualquer massa serviria e, vai dizer o contrário pra ver. Enfim, ele comprou uma chamada “Blätterteige” e decidiu tentar a sorte. Eu desconfiei e quando vi ele fazendo, olhei para a massa e senti que a coisa nao ia dar muito certo. Errei feio! Realmente nao era uma massa própria para frituras e o primeiro pastel, que tentamos fritar, foi pro lixo. Mas, em compensacao, descobrimos que a massa que, sem querer, o Rô comprou era a famosa e deliciosa massa folhada. Nao deu outra, pastel de forno na cabeca! E, PELOAMORDEDEUS!!!!!!!! O que era aquilo!?!?!?! Isso mesmo, acabamos de descobrir um “pastel de massa folhada”, muito mais sequinho, muito mais saudável e MARAVILHOSO! Dessa modalidade, rolou umas fotinhas, mas por pouco nao rolava, pois devoramos tao rápido os bichinhos que ainda bem que lembrei de fotografar o aspecto externo do último, mas fico devendo a foto do queijo derretendo…huuummmm…aiaiai…

DSCN1808

DSCN1809

Por isso nunca diga que aqui NAO TEM isso ou aquilo, pois pode até ser que nao tem EXATAMENTE aquilo que está procurando, mas com um pouquinho de criatividade e disposicao para o novo, QUASE TUDO se encontra ou se inventa. ((((-:

PS: faz algum tempinho que fiquei sabendo dessa maravilha e já tinha contado sobre a massa de “Maultaschen” pra Lú. E ontem, por um acaso culinário, ela também postou sobre o pastel. Mas detalhe, o dela tá super didático e ela ainda incrementou com a receita da massa normal, caso alguém nao encontre a de “Maultaschen”. Entao, se o meu post estiver um pouco “sem recheio” pra você, corre lá clicando aqui!

[pinit count="vertical"]

10 Comentários para "CULINÁRIA BRASILEIRA NA ALEMANHA – Parte 4: Pastel em duas versoes"

  1. Lu disse:

    hahahahhah transmissão MESMO…fala sério rsrs
    ta o meu ta didatico e o teu tem pastel novo SE COMPRETA hahahha
    agora falta a torta de bolacha improvisada hahahah
    bj

    • Maira disse:

      Lú do céu…eu e o Rô acabamos de fazer um Flammkuchen dos discípulos! Só mais uns detalhes pra arrumar na producao e depois divido com a galera “nossa receita”… hehehe… tudo q a gente pega, a gente transforma… É nessas horas q entendo porq fui estudar química: AMO EXPERIÊNCIAS! ((((-:

  2. A massa de maultaschen pra pastel é novidade, mas a Blätterteig já é minha conhecida. Fiz uma baciada de pastel com ela, recheado com champignon e queijo gouda, e os alemães devoraram. Parece que eles não estao acostumados a comer essas coisas salgadas. Uma pena que eles só conheçam os embutidos e queijos pra comer com cerveja, não é mesmo? A minha vizinha brasileira tem uma receita de massa de pastel que é maravilhosa e quando ela faz ela faz com carne moida fresquinha e salsinha fresca tambem ela traz um pouco aqui pra nos. Levei pro vizinho de cima que é um alemao de 85 anos e disse que gostamos de come-los com com cerveja. Cinco minutos depois ele trouxe o pratinho recheado de doces e agradeceu quase de joelhos.

    • Maira disse:

      Oi Arlete! Entao fica aqui a dica pra quem tá querendo fazer amizade com os vizinhos alemaes, afinal uma aprox. é sempre positiva e sempre podem surgir coisas boas, qdo a coisa comeca com comida. ((((-: Os nossos a gente conquistou com pao-de-queijo bem mineiro e a próx. aproximacao vai ser com coxinha de frango e quem sabe uma pinga da boa. Mas só qdo voltar do Br…hehehe… preciso “repor minhas energias boas por lá”…Bjks o obrigada pelas dicas!!!

  3. Ah, pra massa folhada tambem faco o bauru de forno e recheio de espinafre com ricota.

  4. Luciana Fazan disse:

    NOooooooooossa!! Adore! Adorei! E tenho certeza que o Martin também vai amar!!!
    Pastel! Pastel!
    Obrigada Maíra por essa abencoada informacao!!! :-)

  5. Samantha disse:

    Hmmmm…. Maira… este pastel ficou com uma cara otima… deu ate vontade de comer um… Vou procurar por aqui, se tb tem algum tipo de massa pronta pra fazer pastel tb… :-)

    Ate mais
    Bjs

  6. Liza disse:

    Ma, em qual mercado voce encontrou essa massa. Procurei por aqui e nao encontrei nada.
    Beijos

  7. ana luiza disse:

    ééé, eu também tô doida atras dessa massa! onde foi que vc achou???
    :)

  8. Natalia disse:

    Tenho ima dica pra vcs tb! No mercado asiatico eziste uma massa chamada Wantan pra comprar.. Tem pra cozinhar e pra fritar.. ela ja vem prontinha pra preparar, vem embalada fininha e quadrada.. só rechear, fechar, fritar e saborear.. fica a dica! Beijinhos da Natty de Hildesheim!

Deixe seu Comentário





* Campos de preenchimento obrigatório