Curiosidades

DECISOES GESTACIONAIS – Escolha da parteira (Hebamme)

Acabamos de nos despedir da nossa parteira. :-D

Ela se chama Nicole John, é super novinha (a base de referência somos nós dois…rs) e nasceu na Floresta Negra, ou seja, é alema da gema. Decidiu ser “hebamme” depois que ajudou sua mae a cuidar do seu irmao. É extremamente simpática, toca na gente com a maior naturalidade (isso nao é normal por aqui…rs), super atenciosa, sorridente e entendeu o nosso alemao 100%. Inacreditável!!! :-D

Bom agora vou explicar como isso funciona aqui. Aqui na Alemanha toda e qualquer mulher tem o direito de “contratar” uma parteira para acompanhar sua gravidez antes, durante e/ou depois do parto e o servico é coberto pelo seguro público de saúde. É um servico super útil, principalmente pra quem, como nós, nao tem familiares por perto pra ajudar a “se virar”. Elas estudam pra isso, ou seja, nao só ajudam nos primeiros dias de vida do seu filho, como sao profissionais na coisa. Só nao suprem a parte psicológica da coisa, mas por isso mesmo minha mae vai estar aqui quando o Rafa chegar. :-D

A nossa parteira trabalha em um dos hospitais que estao na nossa lista de “preferidos” (Frauenklinik Bad Cannstatt), mas também é autonoma, ou seja, trabalha por conta sem estar vinculada ao hospital. Ela nos fará, no máximo, 14 visitas em casa após o nascimento do Rafael. Segundo ela, nunca foi necessário que ela fizesse mais que essa quantidade de visitas para um nascimento normal e saudável. Caso seja um caso complicado, ela explicou que é preciso pedir um atestado médico que justifique mais visitas a serem cobertas pelo plano de saúde. Antes do nascimento ela também estará à disposicao para dúvidas através de telefone e email. Além disso, caso eu precise, posso ir até ela no hospital onde ela trabalha caso seja algo que é preciso resolver pessoalmente. Ela também pode ajudar ou fazer o parto, mas isso vai depender da hora que o parto for acontecer, pois se ela nao estiver no turno, outra parteira irá nos acompanhar. Existem hospitais onde é possível ter certeza que a sua parteira vai te acompanhar, entao se faz questao tem que se informar. Aliás, tem hospitais que aceitam até parteiras que nao sao do hospital. Tuuuudo é negociável. Eu, sinceramente, nao ligo se vai ser com ela ou com outra, desde que sejam pessoas competentes e, na medida do possível, pacientes. :-D

Bombardeamos ela com perguntas e ela respondeu tudo com a maior tranquilidade. Ficou inclusive de nos ligar quando ver que rola da gente visitar as dependências da maternidade. Tao fofa!

Perguntei se ela trabalha em uma linha “natural” e ela disse que sim. Até explicou como cuida do umbigo do nenê, mas só entendi que ela usa produtos totalmente naturais, sem álcool. Isso pra mim é importante, pois medicamento pra mim só em caso de emergência. Sou a favor da homeopatia sempre que possível. Aliás, sou a favor de tudo que é natural e ela me disse que também segue essa linha.

Agora vou explicar o comeco do processo, ou seja, como cheguei até a Nicole. Primeiro é preciso decidir que tipo de parteira você quer, ou seja, se quer uma que também te visite em casa após o nascimento, se quer uma que esteja com você na hora do parto (seja ele como for ou onde for), se quer uma que ofereca curso preparatório e/ou acupuntura e/ou ginástica após o parto e/ou que siga a linha homeopática e que fale alguma língua específica. Se quiser uma para te fazer visitas em casa após o parto (Nachsorge/Nachbetreuung) precisa escolher uma que atenda a sua regiao específica. Agora onde encontrar a parteira dos seus sonhos? Na internet, onde mais. :-D

Na verdade você pode ir até qualquer maternidade e pegar um livrinho que vem com a lista das hebammes da sua regiao (no meu caso, Stuttgart). Só que percebi que esse livrinho está bem desatualizado. Entao primeiro segue um link para se informar melhor sobre o que as parteiras oferecem (em alemao, claro):

http://www.familienbande24.de/nachwuchs/hebammen/

Agora segue uma lista de links úteis para encontrar a sua parteira:

http://www.hebammensuche.de/

http://www.babyclub.de/hebamme/

http://www.familienbande24.de/nachwuchs/hebammen/suche

http://www.gesundheitsnetz-deutschland.de/Hebammen.html

A minha parteira eu nao encontrei através destes sites. Eu a encontrei quando entrei na página de parteiras da maternidade que gostamos. Lá vi que ela fazia visitas após o parto na minha regiao e ai entrei em contato, pedi para a gente se conhecer pessoalmente antes de me decidir e ai ela veio até a gente hoje. Simples assim. :-D

É isso. Etapa concluída. Uma coisa a menos pra pensar agora. Fora a alegria, porque realmente adoramos a moca!!! :-D

[pinit count="vertical"]

Nenhum Comentário para "DECISOES GESTACIONAIS – Escolha da parteira (Hebamme)"

  1. Marta disse:

    oi, Maira
    depois que li este seu post, hoje, te diria: fica por aí mesmo, moça!
    Atendimento pós-parto.. “SÓ” 14 visitas?(!!!) E sua mãe estará por aí prá te ajudar? É tudo o que vc precisa!
    Parteira que te acompanha antes, durante, depois, coberto pelo Governo/Plano de saúde????!!!!
    Vc não tem idéia do quanto teria que desembolsar para ter tudo isso aqui no Brasil, e nada disso coberto pelo plano de saúde tampouco (obviamente) governo..
    Fora que, falando meio bruscamente, manter as visitas longe do seu bebê por pelo menos 40 dias vai beneficiar vc e seu bebê. Vc precisará de tempo para ajustar a amamentação, a nova vida, tempo para dormir etc. Vc está num otimo caminho!!!

Deixe seu Comentário





* Campos de preenchimento obrigatório