Estágio

ESTÁGIO na Alemanha – O 1° mês e o 1° salário após quase 4 anos…

… a gente NUNCA esquece!!!

Por isso: FESTAAAAAAAAAAAA!!!!

Hoje completo meu primeiro mês no estágio e já até faturei minha graninha e em EURO!!! Sim, parece um sonho. Mas na verdade, era um sonho, agora é mais uma realizacao depois de “regar” muuuuuito esse jardim. Já tava ficando com tendinite. :-D

O que tenho a dizer? Que continuo super feliz com meu estágio, com meu time, com os projetos e com a minha tese de mestrado que já está dando seus primeiros passos. Já aconteceu tanta coisa nesse primeiro mês que tem horas que até esqueco que sou estagiária. Aliás, tô até pensando em pedir aumento. Sério! Poxa, até líder de projeto internacional eu já sou! Podia rolar pelo menos um bônus. :-D

Trabalho, mais uma vez, só com homens e tudo alemaozao. O legal é que tem 3 velhinhos e 3 novinhos. O trabalho flui super bem e todos estao me ajudando muito. O único problema continua sendo o ambiente mais “sério”, mas isso é um problema meu e nao deles. Acho que estava mesmo mal acostumada.

Sobre o salário. Ahhhh o salário! É tao bom ganhar nosso dinheirinho! Sabe o que é ficar 3 anos e meio sem seu próprio suado dinheirinho, após quase 10 anos vendo ele pingar todo mês na sua conta (comecei a trabalhar com 17 anos)? É duro, viu!? Sou orgulhosa demais. Cresci ouvindo pai e mae dizendo pra gente nunca depender de homem nenhum pra viver e por ai vai. Ensinaram isso pra gente, baseados na própria experiência e hoje entendo completamente o que eles queriam dizer com isso. A gente nunca sabe o dia de amanha e quanto mais tarde a gente deixa pra ganhar o nosso próprio dinheiro, mais difícil é saber como fazer isso. Sim, no mundo real separacoes conjugais acontecem e muitas vezes quando a gente menos espera. Nao acredito que isso vá acontecer comigo e meu marido, mas se acontecer nao quero me sentir impotente ou insegura em voltar a estar “sozinha”. Quero sempre me sentir preparada para decidir pela minha felicidade, sem adiar decisoes importantes por me sentir incapaz de me manter ou até mesmo de manter meus filhos. Sempre existe um caminho e o meu é a independência financeira (da família, mas nao do banco…hahaha).

Nao sou ambiciosa financeiramente. Sério. Nunca precisei (e também nunca tive) muito dinheiro pra esbaldar. Minha família vivia bem, mas nunca tivemos luxo em casa. Tínhamos o que precisávamos e me acostumei com isso. Hoje só quero viver com conforto (o que pra mim significa uma casa simples e rústica no meio do mato com um labrador correndo pra lá e pra cá), mas o mais importante pra mim é tudo aquilo que o dinheiro nao compra: amigos de verdade, uma família amada e uma árvore pra eu deitar em sua sombra. Uma rede também nao ia nada mal, hein!? Nossa agora me lembrei da música da Elis Regina “Casa no Campo”. Tudo que eu preciso!!!

Pra comemorar meu primeiro salário convidei a pessoa mais importante nesse processo todo pra jantar: MEU MARIDON!!! Fomos no meu restaurante predileto: Pilum (Stuttgart, Alemanha). AMO!!!! E, incrível, mas senti um prazer incrível em pagar a conta. Tá, só porque foi a primeira vez depois de anos. O Rô tá achando que agora virou festa e toda hora quer que eu pague tudo, é mole!? Usurpador de estagiária. Isso deveria ser crime! :-D

Esse restaurante é muito especial, pois foi um dos primeiros que fomos juntos aqui e já vivemos situacoes muito engracadas por lá. Além disso, os garcons/garconetes sao sempre hiper simpáticos, a salada é um SONHO, a decoracao é rústica (MARA!!!!) e nao é difícil ouvirmos música brasileira como música ambiente. Fora que tem um garcon lá que é uma coisa!!!! Meninas solteiras de Stuttgart, é imperdível!!!! Vai por mim. :-D

É isso pessoal. Voltar ao mercado de trabalho está sendo delicioso e receber meu primeiro salário entao… é a maior prova de que TUDO que vivi e sofri por aqui valeu a pena!!! Já fiz de tudo por estas bandas, agora só falta ser presa pra dizer que minha experiência na Alemanha foi “quase” completa. :-D

Pra fechar nao poderia deixar de dizer algo à todos vocês que me acompanham aqui ou em pensamento: OBRIGADAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!! Até mesmo aquelas pessoas que nao conheco pessoalmente e que sempre aparecem por aqui ou na minha cx de emails pra me “botar pra frente” nos momentos mais difíceis. Sempre digo aqui: nao sou a mulher-maravilha, logo preciso de gente me empurrando pra frente e vocês foram e sao fundamentais nesse papel. VALEUUUUU GALERA!!!! AMOOOOOOOOOOOO!!!!

Só nao prometo rodada de chopp pra ninguém porque estagiário, seja na Alemanha ou no Brasil, continua ganhando só pra comprar roupa pra ir trabalhar. Mas me aguardem!!!! :-D  

[pinit count="vertical"]

12 Comentários para "ESTÁGIO na Alemanha – O 1° mês e o 1° salário após quase 4 anos…"

  1. Mi disse:

    PARABENS!! =) é tao bom ver que o que a gente tanto se esforcou acaba dando certo ne? E o 1o salario depois de tanto tempo é sempre uma festa! aproveitem e curtam muito cada sucesso. bjs!

    • Maira disse:

      @Mi: falou tudo! Nao tem como nao festejar, pois só quem caminha pra frente sabe da dificuldade de enfrentar o que desconhece e de vencer tudo aquilo que de perto parece muito maior que a gente. Viva aos desbravadores! Viva a nós!!! Obrigada pelo apoio sempre e pelo carinho tb!!! Bjks!!!

  2. Samantha disse:

    Má… parabéns!!!!!
    Muito sucesso e tudo de bom pra vc… :-)
    Ah, este é aquele restaurante em que eu quase acertei o garçon?…rs….rs…
    Bjs

  3. Flávia disse:

    Ô Maíra, parabéens!! imagino sua felicidade, o 1º salário a gente nunca esquece, parece eu qdo comecei a trabalhar, lembro que falei que iria reservar pra comprar o ingresso do show do Coldplay!!
    Beijoos.

    • Maira disse:

      @Flavia: brigadúúú!!!! O meu primeiro salário mesmo gastei tudo em roupa e cds, acredita? Lembro que achava o máximo ver aquelas artistas de novela, chegando em casa carregando 15 sacolas quando voltavam do Shopping e achava que aquilo sim era ser independente. Besta mesmo! A única coisa que consegui fazendo isso foi uma satisfacao temporária e uma divída sem fim… hahahaha… Era muito mais feliz quando vendia papel-de-carta pra comprar guloseimas e até pra ir no show do Bon Jovi e no Playcenter. A gente cresce e fica, temporariamente, besta. O bom eh que agora sem bem o valor de cada centavo e tô feliz em poder guardar para investir na minha casinha. :-D Bjks!!!

  4. juana disse:

    Continua firme!!! Parabéns! Um dia te mostro a foto recebendo o meu primeiro salário, assim que tiver um tempinho a coloco no facebook, na época tinha também 17 aninhos e ganei em rublos…eta lembranças que tua mensagem trouxe…beijos.

    • Maira disse:

      @Juanita: obrigada pelo seu carinho… vc sempre foi muito importante em todo meu caminho!!! Caraca! Fico só imaginando essa foto!!! E me arrependo de nao ter feito o mesmo qdo recebi o meu primeiro. Lembro que foram 600 reais por mês no estágio e qdo minha chefe me falou, pensei: “Tô ricaaaaa!!!!”. E ela me disse: “Pode ter certeza que logo logo isso nao vai ser nada pra você e sempre vai achar um jeito de gastar tudo que ganhar.” Nao é que a danada acertou!!! :-D Bjks e até daqui há duas semaninhas!!!

  5. Ana disse:

    Menina, parabéns!! Nada como ter salário!!Eu também passei por isso e, sei como é este sentimento! Delícia! Agora é só curtir e trabalhar pela promocao=)!

    • Maira disse:

      @Ana: obrigada Ana!!! É bom demais, né!? Pena que descobri essa semana que aqui na Alemanha eles descontam tudo que podem na folha de pagamento de estagiário, é mole!? O bom é que, diz a lenda, consigo restituir quase tudo no final. Alegria de pobre sempre tem desconto… heheheh… Bjks!

  6. anasilva disse:

    lEGAL!!! parabens!!! precisamos regar bem o que deseja que floresça… nem sempre sabemos o tempo… contudo … o regar nos dar elementos fortificantes, pois aquele que trabalhar, ou estudo em algo, implanta e constroi… contudo em alguma fase isso trará resultados… parabens!!!

  7. Meire Bagoli - Alemanha disse:

    Oi Maira!!!
    Quando acho que você deu uma parada, você sempre aparece com novas novidades heim!!!
    Parabéns, isso tudo é pelo seu esforço e você merece muito mais.
    Em janeiro volto a morar no Brasil e continuarei com os projetos que lá deixei, sentirei tão mais feliz como você.

    Beijos

Deixe seu Comentário





* Campos de preenchimento obrigatório