Cultura

Filmes brasileiros – Há mais o que se mostrar…

 

Nos últimos dias assisti enfim os tao aclamados filmes brasileiros “Tropa de Elite” e “Cidade de Deus”. Gostei. Sério… Achei as duas producoes muito boas (lembrando que sou leiga no quesito “fazer cinema”) e as realidades muito bem retratadas. Nada contra isso, mas no fim fiquei triste, pois o Brasil nao é só isso, mas é praticamente só isso que o exterior conhece através de nossas producoes cinematográficas. O “Tropa de Elite” ganhou aqui em Berlim o cobicado premio europeu “Urso de Ouro”, mas infelizmente minha preocupacao superou meu orgulho. Preferia que ganhássemos com algo menos negativamente chocante, se é que é possível.

Nao sou do ramo (infelizmente), logo me sinto mais uma vez impotente para mudar esse rumo que leva nosso cinema nacional. Antigamente era só putaria, agora é só tiroteio, corrupcao e pobreza que sao mostrados. E nossa história tao rica de detalhes que muitos desconhecem? Nao merece ser retratada num filme de cinema? Porque a Globo investe tanto em minisséries ótimas sobre períodos e eventos históricos tao importantes para todos nós, mas nao faz um filme sobre esses, para que esse seja exposto no mercado internacional como prova de que sabemos ver além do nosso “lado negro”!?

Poderíamos retratar a INVASAO do Brasil pelos Portugueses por exemplo. Poderíamos mostrar as tristes consequencias que esse ato trouxe para nosso povo ao invés de ficar gastando em homenagens à chegada da corte portuguesa no Brasil. E partindo desse ponto, mostrar o processo de escravidao no Brasil e como a abolicao dela foi decisiva para a presente pobreza, da qual participam em boa parte descendentes afro-brasileiros. E, indo mais adiante, vincular tudo isso à visao marginalizada dos negros que existe ainda hoje no Brasil e no mundo.

Poderíamos retratar os desbravadores Bandeirantes, Tiradentes, a construcao da Transamazonica. Ou até ídolos e ícones antigos ou atuais e suas tragetórias, como por exemplo: Airton Senna, Santos Dummont, Zumbi dos Palmares e etc. Até a história de Lula seria interessante, pois bem ou mal, é uma história mundialmente nova, um homem popular tomar o poder e manter-se nele por tanto tempo.

Poderíamos retratar a imigracao nordestina e os motivos que levam essas pessoas a irem, por exemplo, pra Sao Paulo buscar uma vida mais digna e com maiores oportunidades. Aproveitando esse tema poderia se mostrar um outro lado da favela, como os programas sociais que ali nascem e geram bons frutos.

Poderíamos retratar a vida no sertao brasileiro, entrando no dia-a-dia daquelas pessoas que, apesar de estarem avessas à modernidade, sao felizes e tem muito pra ensinar para os magistrados das zonas modernas.

Poderíamos “entrar” de verdade na regiao amazonica e mostrar que nao estamos sozinhos no processo de degradacao constante. Se há tanto desmatamento e extincao de especies é porque a procura é alta e, todos sabem, que a procura por animais exóticos e peles é extremamente alta pelos estrangeiros e nao por brasileiros. Será que eles também sabem quantas plantas foram ROUBADAS por estrangeiros para promover patentes internacionais de nossas riquezas!?

Poderíamos retratar o período de imigracao dos europeus, dos japoneses, dos chineses e agora mais fortemente dos coreanos para o Brasil. Mostrando assim como vivem esses imigrantes que decidiram nunca mais voltar para seus países de origem, pois se apaixonaram pelo “inseguro, pobre e degenerado” Brasil. Por que apesar de tudo isso tantos deixam países do primeiro mundo para viver no Brasil? Com certeza nao é porque eles amam a emocao de fugir de ladrao!

Muda Brasil e mostra, de verdade, sua cara! Se nao conseguimos mudar de dentro pra fora, acho que está na hora de apelar para o sentido inverso… Talvez se mostrarmos um Brasil melhor para o exterior e eles comecarem a nos aplaudir pelo que temos também de bom, ai sim acredito que cada cidadao brasileiro erguerá a cabeca e verá além de seus próprios passos e fracassos…

[pinit count="vertical"]

Deixe seu Comentário





* Campos de preenchimento obrigatório