Paris

França – Paris

Paris… Paris… uma cidade que apresenta um contraste entre a sua superfície e sua profundidade.

Paris é sim bonita, mas há parisienses que digam que Roma (Italia) deveria ser muito mais aplaudida do que Paris. Eu mesma já daria a Praga (República Tcheca) o título de nobreza, pois lá realmente fiquei boquiaberta. Enfim, é bonita, mas nada muito fora do comum como é expressado constantemente pelos turistas.

Paris tem uma história de glamour e talvez por isso seja tão buscada. Foi palco de também de grandes conflitos e foi, mais tarde, projetada para ser a cidade mais moderna daquela época. Até por isso tem uma distribuição arquitetônica singular, isso é inegável. Pra mim Paris não é a “Cidade da Luz”, mas sim a “Cidade da Ostentação”. A começar pelos preços cobrados na capital francesa. Um roubo! Não. Não há o que justifique os preços que são praticados em Paris, mas muita gente paga e até por isso essa prática não muda.

De tudo que vimos o que mais me impressionou pela sua beleza foi, sem surpresas, a Torre Eifel, principalmente à noite. Fiquei maravilhada com a imagem. Infelizmente não foi possível tirar muitas fotos bonitas pela manhã, pois tinham centenas de turistas que poluem frequentemente a imagem. Mas à noite, foi maravilhoso, pois só assim eles não apareceram na foto. (-:

Passeamos também na Avenida Champs Elisees. Não que eu tivesse a pretensão de comprar algo, mas não poderia perder a oportunidade de ver um monte de gente que vende o carro pra comprar uma bolsa original da Luis Viton andando com cara de Rainha Elizabete. Me matei de rir! Sai andando igualzinha a Gisele Bünchen, apesar de estar vestida como alguém que vai pra praia. Bom, pelo menos assim chamei a atenção.

Passamos pelo Arco do Triumfo. Realmente imponente.

Passeamos ao redor do Museu do Louvre. Sim, só passeamos, não entramos. Aliás, não entramos em museu nenhum. Primeiro por causa das filas e segundo porque não sou muito chegada em museu mesmo e, por último, porque meu sorriso é muito mais bonito do que o sorriso da Monalisa, ou seja, não pagaria por isso. ((-:

Por último passamos na Catedral de Notre Dame que é realmente fantástica! Principalmente os detalhes…

Mas querem saber qual foi a melhor parte da viagem!? Passear utilizando o transporte público francês, principalmente trens. Foi só desta forma que realmente conhecemos Paris no seu todo. Foi só assim que entendemos Paris como uma cidade de contrastes entre o que nos é apresentado no circuito turístico e o que nos é revelado quando alcançamos sua periferia. 

Entrando nas estações de trens, já percebe que o sonho acabou. As estações são muito sujas (inclusive, com sorte, encontra uns ratinhos por lá) e os trens não tinham sistema de ar condicionado. Imagine. Fomos no verão. Quase morremos de calor dentro dos trens, mas por sorte tinha uns leques de papel que a galera deixava em alguns bancos para o próximo sofredor poder se refrescar. Mas, aplausos, o transporte ferroviário, apesar da parte ruim, é abrangente, ou seja, suas linhas alcançam praticamente qualquer lugar que você queira ir dentro de Paris.

O mais impressionante foi não ter visto praticamente nenhum africano vestido com trajes típicos na ruas e encontrar vááários dentro dos vagões! AMEI !!! Acho simplesmente maravilhoso como eles se vestem com aquelas cores alegres, turbantes e “camisolões”.

Através do vidro dos trens também pudemos ver a “periferia” parisiense que não transmite mais glamour e riqueza, mas o contrário. Foi uma experiência que me mostrou mais uma vez como os passeios turísticos não nos mostram a verdade por inteiro. Por isso procuramos sempre sair da rota tradicional, pois só assim conseguimos conhecer esses lugares de verdade. Tudo bem, o custo disso é que muitas vezes o encanto se desfaz, mas prefiro viver na realidade.

Ficamos hospedados na região de La Defense e, por uma feliz coincidência, tenha sido por isso que conhecemos esse lugar também na periferia de Paris. La Defense é a região do negócios e das sedes das grandes empresas européias.  Caracterizada pela arquitetura contemporânea de suas  imensas torres,  pelo enorme jardim que vai liga-las entre si e  pelas 60 obras de arte espalhadas pela esplanada central. Vale a pena conferir!

Foi minha primeira viagem por aqui e, por isso, não tirei muitas fotos como deveria pra registrar o desconhecido. Sendo assim, espero poder voltar a Paris para poder conhecer melhor, principalmente fora da rota turística. Vou pegar umas dicas de umas amigas francesas e volto com elas pra vocês! Espero que dê tempo pra isso… (((-:

Veja mais fotos aqui!

[pinit count="vertical"]

20 Comentários para "França – Paris"

  1. emília disse:

    ACHEI ENGRAÇADAS AS SUAS IMPRESSÕES, POIS, EU ESTUDEI NA fRANÇA NA DECADA DE 70 E AMEI, SÓ QUE NÃO FUI COMO TURISTA E SIM COMO UMA ESTUDANTE DURA, BRASILEIRA E QUE POR ACASO DA SORTE GANHOU UMA BOLSA DE ESTUDOS, SIMPLESM,ENTE PARA A sORBONNE nOUVELLE DE pARIS. eRA POBRE DE !!MARRÉ! fIQUEI 6 MESES E CONHECI TUDO, FOI GENIAL CONHECER O POVO DO INERIOR E DO sUL , COMO nICE!! vOLTE E CONHEÇA MELHOR, VOCÊ VAI AMART A fRANÇA!!!!!

  2. laila michelle disse:

    amei lindas as fotos

  3. Adorei os retratos até porque eu sou louca por este país, os arquitetos que fizeram estas obras sem explicação que deixam agente de queixo caído fizeram com muito amor.

  4. Sophia disse:

    Era meu sonho de consumo conhecer a Franca. Visitar todos esses maravilhosos lugares, fazer cursos, ser professora de frances.Por ordem do destino casei com um viúvo de sobrenome Franca; nao era a mesma coisa mas a ilusao continua até hoje. É glorioso ver essas maravilhas! A0 menos pela net viajo e vejo os lugares que eu deveria ter conhcido..

  5. aline disse:

    nossa adorei seu documentario..adorei as imagens da frança..vc costuma viajer sempre…é lindo..eu morre de vontade de ir para a frança de ver a torre ..é o eu meu maior sonho e um dia vc pode ter certeza q vou….mas vontade n basta né..rss adorei

  6. Roberth disse:

    conheci Paris assim como vcs fiquei em um albergue chamado St. Christopher’s Paris, é muitoooo bom o albergue super limpo confiavel e animado… fica no suburbio de Paris mas o metro é perto …. conheci Paris com uma moradora parisience, e me identifiquei muito com oque voce falou no texto !!

    muito bom o bolg de vcs

  7. Eliana disse:

    Olá,
    estive em Paris no Reveillon/2010 e amei. Quero voltar!!!! Realizei um sonho e ví que não é difícil fazer uma viagem para lá. O Paris Visit é um grande facilitador para o transporte e os hotéis é uma questão de fazer pesquisa que existe ótimas oportunidades; o caro mesmo é a comida.
    Gostei do seu blog

  8. AMÁLIA disse:

    Desculpa, mas eu não faria um passeio à Europa ou aos Estados Unidos para conhecer a miséria que existe na periferia de qualquer cidade grande… – Acho que o encanto de qualquer lugar se resume ao nosso bom gosto pessoal. Acho rídiculo “estranja” que vem ao Rio para conhecer a Rocinha, ora, me poupe… – Nada contra a Rocinha, mas convenhamos…

    • Maira disse:

      @Amalia: entendo seu pto de vista, mas acho ele radical. Muitas pessoas viajam para conhecer o que nao conhecem, para ampliar horizontes, viver na realidade e a realidade é que em Paris também tem pobreza e nao só o glamour que é vendido na mídia. Nao critico estrangeiros que querem conhecer favelas no Brasil, pois já conversei com muitos deles que amadureceram muito com esta experiência e entenderam muita coisa sobre nossos problemas sociais, o que nao aconteceria se tivessem gasto um mês só em Búzios. Se você prefere ver apenas o que há de bonito, entendo, mas nao acho que todos devem agir assim. É muito pessoal. Bjs!

  9. Tatiane Erika disse:

    Lindas fotos de Paris , pretendo ir sim um dia , meu namorado mora ai e com certeza é um dos meus sonhos estar , ai junto com ele , sempre tive uma admiração pela FRANÇA , muito bonita !

  10. Procuro ha 2 anos as minhas sobrinhas que chamam:Valerie de Oliveira Barata,era medica de cabeca.A outra era Pintora o seu nome e:Meole de Oliveira Barata christine Yrato Salvador.Quando o meu irmao era vivo ele tinha muitas sociedades de sapatos,que agora nao sei ha dois anos.Eu so soube que ele morreu,mas as minhas sobrinhas pardias de vista,ha dois anos.Se V.Exas souber o Paradeiro deles fico muito contente.Mas nao posso dar nada.Porque nao tenho emprego,nem dinheiro.Sem mais muito obrigado.
    Antonio Barata

    AS Fabricas sao CVC@ KOMPAS.FR
    EDITEUR@SOCIETE.COM
    PASCALE@SOCIETE.com

  11. Eu vivia muito bem em portugal,tinha tudo,e quando cheguei ao Brasil atraves de um Pastor,ele me deu a volta,e eu fiquei sem dinheiro nenhum.Hoje estou tentando empregos,por todo o lado,e ate agora nao consegui nada.Perante um situacao desta e que eu digo,que pensei mal em vir ao Brasil apenas para cumprimentar,o meu Rei Roberto Carlos Braga,que ate agora nao foi
    possivel.Eu vim ao Brasil apenas para conseguir cumprimentar esse grande cantor,que atraves da musica dele,eu comecei a andar.Mas ja la vai 18 anos sem conseguir o meu objectivo.E esse Pastor evangelico mentiu-me dizendo,que Roberto Carlos Braga era seu irmao,e eu cai,e fiquei completamente na miseria,apenas comia laranjas e pao.O meu irmao me ajudava,mandando um dinheiro para poder sobreviver,agora ele morreu,e eu estou a todo custo tentando emprego.Desde de Panfleteiro a Digitador eu sei fazer tudo,Porteiro,Telefonista,Vendedor interno e externo,empacatador de Supermercados,e Digitador.Eu prefiro trabalhar perto desta cidade Arapongas.
    Sem mais muito obrigado por tudo.Gostaria de ficar com estas fotografias de Paris.

  12. camila sell disse:

    :lol: eu AMOOOO Pariss adoroooo a França principalmente a torre eiffel!!! adoreii as fotooosss!!!!!

  13. Denise Pereira disse:

    Como vc,visitei Paris durante 10 dias.A cidade é belíssima.Vale a pena conhecer.Ainda retorno para rever toda beleza da cidade luz.

  14. jessica disse:

    e sou cigana linda amo-te muito cigamita xekese
    kkkkkkkkkkk jjjjjjjjjjjj amo-te

  15. oi me chamo Vanessa Ricald tenho 11 anos, a família de meu bisavô são franceses porém a mãe dele é italiana mas seu pai é frances assim muitos outros parentes, minha vó mãe da minha mãe foi criada pela pela família hicald,a francesa tia safira membro dessa familia esta emminha casa passando uns dias e ela me falou um monte de coisas sobre parri que fiquei encantada e dei uma olhada neste site e amei ele me fez cada vez mais quererir para frança!

    • Maira disse:

      Oi Vanessa… se é seu sonho, espere o momento certo e vá SIM!!! Cada dia é mais fácil viajar e se é Paris que quer conhecer, não deixe de fazer, ok!? Bjks!!!

  16. Veronique disse:

    I’ve been to Paris a half dozen times. Mostly business resnoas caused me to go, though I once made a personal trip with my wife.Most citizens of most cities of the world appreciate it if you attempt their language, not Paris. If I attempted French I was ignored. In Germany people always appreciated your efforts. My wife was mugged on the Metro. Another time I arrived late one night at the Lafayette and was told that they had rented out my guaranteed late arrival room. They refused to help me find another hotel. Another time, my wife (in Atlanta) suffered an ectopic pregnancy hemorrhage. My manager tracked me down in Paris. I tried to make a long distance call from my room. They wouldn’t permit it. I had to go on the street and find change to use a public phone! I’ve got a million of them. Give me Berlin, Vienna, Milano, Budapest, Singapore, Duesseldorf, Toronto and about 50 others before you give me Paris! I’ll begrudgingly give a thumbs up to the night sky of Paris. From a high rise in LaDefense, the view is quite spectacular.

  17. Ana Beatriz Barra disse:

    PRECISA IR DE NOVO. FIQUEI CHOCADA COM SEUS COMENTÁRIOS. PARIS…UM SONHO DE CULTURA. PARA QUEM NAO CURTE NADINHA DE MUSEUS REALMENTE FICA DIFÍCIL….

Deixe seu Comentário





* Campos de preenchimento obrigatório