Cultura

INTERCULTURAL – Felicidade, café e raízes

Como a coisa aqui tá fervendo, preciso ser rápida no registro dos acontecimentos, entao vamos lá. Só para registrar de forma curta e direta duas situacoes que me aconteceram nessa semana, que mostram choques e encontros culturais. Sao muitos semanalmente, mas infelizmente só agora pensei em registrar isso de forma breve. Saco. )))-:

1-Felicidade: quem me conhece sabe que dou risada de tudo e pra todos o tempo todo. Quando eu era jovem, achavam que eu bebia e agora sinto que os alemaes e estrangeiros acham que minha mae me dava caipirinha na mamadeira e o efeito permanece. Enfim. A verdade é que durante esse semestre me achei muito estranha, pois quase nao me diverti enquanto estava na Uni, ou seja, parecia que o “efeito-caipirinha” tinha passado. É  sério! E ai um dia que me sentei sozinha no refeitório pra estudar, observei 3 garotas que estavam estudando e se matando de rir. Foi ali que me cai a ficha, de que quando eu estudava em grupo era SEMPRE assim e agora com o meu grupo nao é mais. Fiquei arrasada e quase chorei quando percebi isso. Ai no intervalo sentei com minha colega alema e comentei sobre isso com ela. Disse que estava triste por perceber que nesse MBA nao estou me divertindo e ando rindo muito pouco. É ai que veio a pérola. Ela me disse séria e direta: “Maira, mas isso é normal, afinal nós realmente nao temos motivo nenhum pra rir aqui.” ))))))))))))))))))))))))))-:

2-Café: hoje o dia foi MUITO quente e eu, lógico, AMEI! Eu estava irradiante, ou seja, me senti completa, pois sem o Sol eu sou só metade. Pois bem. Eu sempre tomo café na Uni nos intervalos de manha e à tarde e hoje nao foi diferente. A diferenca é que à tarde sai da sala mais tarde que os meus colegas e nao vi ninguém da minha turma quando sai. Pensei: “Eles devem estar no refeitório pegando café.” Fui até o refeitório e nada. Peguei meu sagrado café com leite e voltei pra sala. Chegando lá, vi todos sentados no pátio aproveitando o Sol e ai fui até lá e me juntei à eles. De repente minha colega do Equador vira pra mim e fala assustada: “Maira você é a única aqui que está tomando café. Meu Deus como você consegue nesse calor!?!?!?!” Respondi que eu bebo café, porque AMO café e todos ficaram me olhando e outra me perguntou: “Você está sentindo frio e é por isso que está tomando café?”. Comecei a rir e disse que eu nao preciso de motivo pra tomar café, tomo porque gosto e ponto. Ok. Voltei pra sala, sentei do lado da mulher de Camaroes (africana) e contei pra ela, foi entao que ela muito esclarecida me disse: “Maira eles nunca vao entender, pois nós (africanos) e vocês (brasileiros) tomamos café porque saboreamos o café, já eles tomam ou pra acordar ou para se aquecer”. Sábia essa minha nova amiga, viu!? ((((((-:

3-Raízes: o dia que conheci a mulher de Camaroes, foi muito engracado, pois ela nao conhecia ninguém e eu logo de cara (toda curiosa) já fui perguntando de onde ela era. Pois é, quando vi que ela só podia ser africana, fiquei alucinada pra fazer amizade com ela, antes que alguém chegasse na minha frente. ((((-: No outro dia, ela chegou e sentou do meu lado e essa semana permanecemos juntas, papeando e rindo. Mas achei engracado que ela até anteontem nao tinha me perguntado de onde eu era, mas deixei quieto. De repente no meio de uma conversa, falei que ia voltar para meu país logo após o curso e ai eleame diz: “Ah! Você entao vai voltar pra Itália?”. Eu juro que custei a entender, mas quando entendi comecei a rir e disse: “Nao! Eu sou brasileira.” E foi quando ela toda empolgada, disse: “Agoooooooooora eu estou entendendo tudo! Nós somos praticamente irmas!!!”. Delicioso ouvir isso de um africano, sabia? É impressionante como realmente nos identificamos, sem ela saber de onde eu era. É uma química natural que existe entre africanos e brasileiros. Está no nosso sangue e na nossa cultura. AMO! ((((-:

É isso! Conforme eu for lembrando de outras histórias, vou relatando por aqui. ((((-:

[pinit count="vertical"]

7 Comentários para "INTERCULTURAL – Felicidade, café e raízes"

  1. Dona disse:

    Nossa, que engraçado!!
    Aqui em casa é diferente: o marido bebe café o dia todo. Bebe mais café do que água, e eu tenho que lembrar ele de beber água! hahaha

    Também conheci uma africada quando eu morava em Londres e somos amigas até hoje. Que astral! Ela é do Quênia, e me impressiona pela leveza com que ela leva a vida dela, sem sofrer por coisas pequenas. Ai, como eu queria ser assim!!! Estou treinando! rs

    Beijos

  2. La disse:

    haha MAAAA SO RINDOOO PRA NAO CHORAR!! ahah adoooreeei essa sua amiga africana!! OH YEAH! faz amizade mesmo, e depois apresenta pra eu roubar, afinal com agente eh assim ne?!?! AHHAHAHA BJAO LINDA

  3. didi disse:

    Ei, Maira, pq nao posta fotos de amigos e de momentos ????

  4. Maira disse:

    Dona Flor: pois é, seu marido é um “Ausnahme”. (((-: No comeco do semestre tive um prof. de Marketing que nos falou sobre essa diferenca cultural também. Ele disse que nao sabia, mas uma aluna brasileira decidiu fazer a tese dela de mestrado com esse prof. e o assunto foi justamente esse, café. Ela defendeu uma tese sobre as diferentes formas de marketing para vender café, comparando Brasil e europa e, pra isso, ela teve que entender e ressaltar os aspectos culturais que serviriam de base para escolher o tipo e o foco de marketing apropriado para cada mercado. Ele disse que foi super interessante, pois o fato do brasileiro tomar porque aprecia e o alemao tomar porque quer despertar ou se aquecer, é super decisivo na hora de fazer propaganda para promover a venda do café, nesse caso. Pois é, tenho tanto pra contar, mas falta sobrar tempo. (((-: Bjks!

  5. Maira disse:

    Lá, sai fora mano! hahahahaha… Essa eu nao te dou nem a pau! (((-:

  6. Maira disse:

    Di, tem dezenas de posts sobre momentos que achei interessante publicar, mas sobre colocar fotos de amigos evito um pouco, pois meu blog nao é um diário, mas sim uma forma de registrar e dividir minha experiência como estrangeira, vivendo na Alemanha. Sacou? Além disso, tenho que tomar cuidado em publicar fotos alheias, pois nem todo mundo gosta de exposicao como eu e eu aprendi a respeitar isso. (((-:

    Meus momentos e fotos mais pessoais, deixo pra mostrar e contar pra vocês ai no Brasil ao vivo e com muita emocao! ((((-:

    PS: sou mala véia, mas também sei ser discreta e separar o que deve ser publicado sobre minha vida e o que nao deve. Surpresa! ((((-:

    Bjks feio!

  7. Mi disse:

    hehe que legal! é verdade, a gente se identifica tanto com a cultura africana. Acho que por eles tb serem um povo alegre e bem aberto. Afinal, nossas raizes tb vem de la. Acho que a nossa alegria toda nao vem dos fados portugueses hehe bjs!

Deixe seu Comentário





* Campos de preenchimento obrigatório