MBA

MBA na Alemanha – Tese de Mestrado entregue!

Texto escrito ontem (18/01/11) às 9 horas no campus da Universidade de Reutlingen, Alemanha

******************************************************************************************************************

“Caminhante, são teus rastros
o caminho, e nada mais;
caminhante, não há caminho,
faz-se caminho ao andar.
Ao andar faz-se o caminho,
e ao olhar-se para trás
vê-se a senda que jamais
se há de voltar a pisar.
Caminhante, não há caminho,
somente sulcos no mar.”

(Antonio Machado)

Estou anestesiada. Completamente anestesiada. Sentada na “Mensa” (Refeitório) da Uni, rodeada de estudantes, tomando o café com leite que só nao é mais saboroso que o da minha avó materna e pensando: “Acabou. Eu consegui”. Isso mesmo! Consegui entregar a versao final da minha tese de mestrado e solicitar oficialmente meu diploma. Eu estava tao acelerada que meu orientador pediu para que eu sentasse. Ele parecia interessado em conversar mais comigo sobre a tese e também sobre a empresa com a qual escrevi a tese, mas eu só pensava em ir embora. Foi muito estranho. Eu estava tao cansada que nao via a hora de sair dali, pra talvez poder digerir o que estava acontecendo. Depois de conversar um pouco, fomos juntos até a secretaria solicitar meu diploma e ficamos lá mais um pouco conversando com a secretária que é um amor. Mas eu continuava com pressa e eles se divertindo com a minha situacao, pois o nascimento do Rafa está previsto para dia 23/2 e minha festa de formatura é dia 18/2. Disse pra eles que já comprei os tickets e que agora é só torcer para o Rafa segurar as pontas. Pois é, ai tive que ouvir que eles já tinham percebido que brasileiro, em geral, é muito otimista, mas que eu já entro na categoria dos super-otimistas. :-D

Bom, mas falando nos sentimentos, vocês devem estar estranhando que nao estou, como de costume, escrevendo “gritando”, né!? Tipo: “Conseguiiiiii!!!!”. Pois é, também estou achando estranho, mas no momento só consigo pensar lentamente. Parece que, de repente, estou me permitindo assumir meu esgotamento mental. Aliás, deve ser isso mesmo, pois só de escrever a última frase comecei a chorar. Pois é, “mestres” também choram. :-D

Enfim, após 2 anos fecho mais este ciclo na minha vida, na Alemanha. Mais uma vez me superei. Mais uma vez acreditei em mim e segui em frente, apesar de todos os muros que surgiram dentro e fora de mim. Nunca acreditei que seria fácil (e, acreditem, nao foi mesmo), mas minha intuicao sempre me disse que seria possível e que valeria a pena.

A minha maior conquista, ao contrário do que muitos pensam, nao foi adquirir um título de mestre em MBA na área de Marketing Internacional. Minha maior conquista foi ter superado as dificuldades que iam surgindo no meio do caminho. A minha maior conquista foi nao ter desistido. A minha maior conquista foi ter conseguido chegar ao fim, mesmo me sentindo muitas vezes “inferior”, pois foi assim que me senti muitas vezes, principalmente quando era preciso formar grupos de trabalho e os estrangeiros eram sempre os últimos a serem escolhidos, sendo que alguns tinham, inclusive, que “implorar” para serem aceitos. Mas com muita persistência, paciência, orgulho e humildade, consegui. Com isso eu RE-conquistei uma coisa fundamental que havia “perdido” quando cheguei na Alemanha: minha auto-estima. Hoje, após quase quatro anos aqui, voltei a realmente acreditar em mim e, principalmente, voltei a ter orgulho de TUDO que conquistei até hoje na minha vida. Aliás, nao só reconquistei tudo que havia “perdido”, como me tornei mais forte e mais auto-confiante. Esse auto-conhecimento e a orgulho pela superacao foram minhas maiores conquistas e nao o título acadêmico.

Pois é, como disse no comeco deste post, ainda estou anestesiada. Estou me sentindo leve, mas ao mesmo tempo “sem rumo”. Toda vez que termino algum ciclo me sinto assim por alguns dias. É só o tempo de encontrar um novo desafio que me mova. E, desta vez, o próximo desafio é gigante e vai me acompanhar (se Deus quiser) por muito tempo: meu próximo grande desafio é, sem dúvida, a maternidade. Aliás, agora sim vou poder me dedicar à este acontecimento, pois até entao estava muito mais envolvida com a tese. Nao porque ela é mais importante que o Rafa. De jeito nenhum! Mas porque eu sabia que se nao a terminasse logo, nao poderia me dedicar à ele como gostaria. Eu sabia que precisava terminar este ciclo para poder viver a maternidade da forma mais plena absoluta. E o Rafinha, mesmo sem saber e mesmo sem ter nascido, foi crucial para que eu conseguisse chegar até aqui. A gravidez até agora foi perfeita! E toda vez que eu perdia o pique, pensava que queria estar livre disso tudo quando o Rafa chegasse. Foi isso que mais me moveu até aqui. Antes eu dizia que escrever uma tese de mestrado grávida nao tinha sido um bom planejamento, mas agora eu digo o contrário: foi a melhor coisa que me aconteceu. :-D

É isso. Acabou! Finito! Agora só falta pegar o canudo e correr pros bracos daquela pessoa que foi fundamental para que eu chegasse até aqui: meu amor, meu amigo, o pai do meu filho, meu marido. Ele sabe que sem ele tudo seria mais difícil e menos divertido. AMO!

E, nao posso deixar de agradecer à todos vocês que estiveram esse tempo todo me apoiando, acreditando em mim, me mandando mensagens super carinhosas e sempre me levantando quando eu mais precisei. Isso, pra mim, foi extremamente importante, pois quem me conhece sabe, muito mais do que qualquer coisa no mundo eu preciso de vocês, eu preciso de PESSOAS, eu preciso dividir. Obrigada por existirem!!!! E, lembrem-se: a partir da metade de 2011 quero voltar ao mercado de trabalho, entao aguardem meu CV tá!? :-D

Agora me dá licenca que eu tenho muitas lembrancinhas de maternidade pra fazer e um quartinho pra enfeitar. :-D

[pinit count="vertical"]

9 Comentários para "MBA na Alemanha – Tese de Mestrado entregue!"

  1. Joice disse:

    Maira, Parabéns!!!! :-)
    Agora estamos aguardando as fotos do Rafa. :)

  2. Ana disse:

    Oi Maira!!!
    Parabéns pela conquista!!
    Beijos

  3. Flávia disse:

    Ooh Maira parabéens! Mesmo não te conhecendo dá pra ver que não foi fácil até agora, mas com esforço e dedicação vc conseguiu. Beijooos e boa maternidade mamãe :D

  4. Fabiana Lima disse:

    Menina sapeca, dessa vez vc me fez chorar…Ufa!!! que luta, parabéns!! Má, vc é um exemplo para todos nós e sempre que eu me sentir em baixa, vou lembrar do exemplo de mulher brasileira que vc é…. Parabéns, muitas felicidades!!!

  5. Celene disse:

    Parabéns Maira, pelo título e pelo troféu que está por nascer.
    Esse premio sim vale ouro!!!
    Se precisar de uma obstetra, estou disponível aqui no Brasil, hehehe.
    Felicidades a essa familia maravilhosa.
    Bjs.

  6. Yara disse:

    PARABÉNS!!!!! Curta a sua folguinha merecida!!!!
    bjkssssss

  7. Ana disse:

    Menina, parabéns pela conquista!! E, que conquista! Pela soberanidade que conseguiu lidar com os desafios, com as pedras e as barreiras que cruzaram seu caminho.
    Dedique-se a esse momento tao especial q está vivendo. Boa sorte!
    bjs

  8. Raquel disse:

    Oi Maira!!! Não posso dizer q não te conheço, pois te conheço bem pelos post… hahahaha mesmo que seja virtualmente, dá p/ sentir que vc é uma pessoa incrível! E saiba, sou sua fã! rs
    Não poderia deixar de comentar seu post… pois, sei bem o que vc enfrentou, pois tive as mesmas emoções aqui na Irlanda… enfim! Hoje, estou indo p/ Praga e depois Budapeste e entrei no seu blog p/ traçar meu roteiro, afinal, este é o meu guia preferido! rs… Vi se post… poxa, senti uma felicidade imensa por vc e sua família!!! Parabénsssssss de coração!!! E que este seja um ano de muitas conquistas p/ você, seu marido e o rafa! Super beijos e sucesso!!!

  9. Meire Bagoli disse:

    Sempre te admirei pelo seu esforço.
    Você merece todo este retorno.
    Parabéns pela conquista!!

    Boa sorte

Deixe seu Comentário





* Campos de preenchimento obrigatório