Cultura

Mico da Semana – Sem chave e de pijama!

 

Tudo comeca com uma breve explicacao do sistema de fechamento de praticamente todas as portas da Alemanha…

Todas as portas, inclusive da minha casa, sao trancadas somente por dentro, pois quando encostamos elas, estas sao automaticamente fechadas e ninguém sem chave (nem mesmo o dono da casa) consegue abrí-las por fora.

Entenderam? Pois bem, isso significa que se o ser humano, por um deslize, esquecer a chave do lado de dentro e nao estiver com uma reserva do lado de fora… danou! Mas tudo pode ser pior, acreditem… Explico: se além de esquecer a chave do lado de dentro, ainda esquece-la encaixada na fechadura, normalmente é impossível (mesmo com uma cópia) abrir esta porta. Isso implica em pagar uma fortuna para um chaveiro, pois, ao contrario do Brasil, aqui chaveiro é um cara formado nessa área específica e que cobra caro por isso!

Mas também tem aquela situacao onde você pode ter a sorte de ter um marido, cujo também possui uma chave, que trabalha a apenas 10 minutos de casa!!! Perfeito, nao!? Eu diria, nem tanto…

Esse foi meu caso, queridos colegas… Tinha acabado de acordar quando o interfone tocou. Estava com uma roupa maltrapilha (com a qual tinha dormido, pois perdi ainda no Brasil meu pijama fofinho de ursinho…), de chinelo e sem meia. A temperatura externa estava em torno de 5 graus, ou seja, frio pacas! Pois bem, atendi o interfone e era um entregador de encomenda da DHL. A encomenda nao era pra mim, era para um dos vizinhos que nao estava, logo sobrou pra criatura aqui… Como sou um ser que vai pro céu, me propus a receber a encomenda em nome do cidadao ausente.

Maldita hora que decidi ser solidária!!! Peguei meu casaquinho “da vó”, botei meu chinelinho Havaianas, amarrei a juba, FECHEI A PORTA e fui pegar a bendita. Assim que fechei a porta me dei conta da catastrofe: na pressa esqueci a chave do lado de dentro (mas nao na porta…ufa…)! Proferi algumas palavras nao muito delicadas e fui pegar a %$&§* da encomenda. Fechei a porta lá de baixo e pensei em chorar, pois todas minhas possibilidades de solucao eram negras e nebulosas.

Primeiro pensamento: posso pegar a chave com o Rodrigo na firma!!!

Primeiro contra: estou sem celular, o que torna impossível ligar antes.

Segundo contra: poderia ligar da vizinha italiana gente fina, mas nenhum dos vizinhos estava em casa e, caso estivessem, eu nao estaria nessa enrascada, pois como sao da mesma familia teriam pego a &%$§ da encomenda!

Solucao: ir na firma do Rodrigo com a cara, coragem e com a meia do vizinho italiano!!!! kkkkkkk…. Decidi ir,  apesar de estar parecendo uma sem-terra, mas estava muito frio e meio pé ia congelar no meio do caminho. Foi entao que pensei na possibilidade de ter alguma meia estendida no porao da casa. Chegando lá no porao vi um monte de meias, um paraíso, deu até pra escolher a que combinava com o modelito e que nao tivesse furo!!! kkkkkkkk…. Achei uma perfeita: preta! Por sorte minha calca era preta e a Havaianas também!

Enfim, pus a meia, orei e sai correndo com capuz antes que algum vizinho me reconhecesse…. Chegando lá, entrei e pedi para a recepcionista ligar para o Rodrigo e dizer que era a esposa dele. Ela ligou e me passou o telefone. Quando contei para ele a situacao, ele me pareceu estarrecido do outro lado da linha (nao pela chave, mas pelo meu modelito na recepcao). Chegando, ele me disse que tinha pensado que eu poderia estar pior…kkkkk… sinceramente, eu nao consigo imaginar pior que aquilo!!!

Por isso agora sempre tranco a porta por dentro, pois mais um mico desses ninguém merece pagar, muito menos levar o marido junto!!!! kkkkkkk…. Lamentável…

[pinit count="vertical"]

12 Comentários para "Mico da Semana – Sem chave e de pijama!"

  1. Gabi disse:

    HAUHAHAHAHAHHA…caraca, tô me matando de rir aqui! Mêu, só você pra se meter em enrascadas como essa! “Sem-terra e maltrapilha na Alemanha” – Ainda bem que tú é cara de pau e se livra dessas saias justíssimas com toda a classe e malemolência brasileiras…hahhaa

    Te amo, tenho saudades.

    Társis manda abraços e Valentina manda chutes : )

    PS: Társis achou o epísódio digno de constar em “Histórias da Vida Privada” do Luiz Fernando Veríssimo!

  2. Maira disse:

    hehhe…lamentavel Gá… agora me mato de rir, mas na hora nega… só por Deus… nunca me imaginei “furtando temporariamente” a meia do vizinho! Pior, a recepcionista deve ter pensado que eu era a diarista do Rodrigo… kkkkkkkkk… Tb te amo linda!!! Bjs mil pra essa “crescente” família!!!

  3. Juana disse:

    Essa foi boa uma verdadeira história tem que virar um seriado mesmo, ótima, beijos, beijos, acabei de ler esta mensagem para uma amiga pelo telefone estamos rindo, rindo do caso, uma boa, só você Maira, uma verdadeira escritora, olha esta minha amiga é doutora em língua portuguesa, a tua narração nos faz viver, entrar nos acontecimentos, seja passando conhecimentos, romantica, natural e comica… sou tua fan!!!!!!!!!!
    Beijos…

  4. Samantha disse:

    Maira… só vc mesmo pra me fazer rir assim…
    Putz… mas de pensar na situação… deve ter sido um frio do caramba que vc passou…
    Beijos
    Saudades

  5. Alessandra disse:

    Maira, não tenho o que dizer…rsrsrs
    Só com vc mesmo pra isso acontecer….rsrsrs
    Eu estava lendo sozinha e rindo, ´daí o Augusto chegou e eu li pra ele. Ele também não para de rir…
    Que bom, vc sempre contagiando a gente com alegria até com momentos de situações tão chata como foi essa….rsrs
    É…também voto pra vc ser escritora…..
    Vc escreve maravilhosamente bem….
    Um beijão
    Te amamos
    Alessandra e Augusto.

  6. Pat, Canedinho e Aninha disse:

    Cunhada, fala sério!

    Nem tem foto pra compartilhar magestosamente esse mico intercontinental? Vc bem que podia reproduzir o look tragi-cômico e posar para umas fotos ilustrativas, né. Vaaaai! Já que chegou ao ponto de furtar as meias usadas do vizinho (meliante!), a sessão de fotos seria mole!

    Adorei a história! E tô morrendo de saudades!
    Um beijo enorme pra você e pro meu irmão quase estarrecido :-) .

    Pat

  7. Maira disse:

    Eita, ô povo que gosta de rir dos micos alheios!!!! Nunca vi tanto IBOPE…kkkkkkk…. Cunhada, mas ócê é ruim, hein!? hehehe… Jamé que iria expor meu modelito… seria o fim!!!! kkkkkkkk…. Saudades d+!!!!

  8. Paty Diniz disse:

    Maira..história digna de quadro da Denise Fraga…Fala ‘serio…Fenomenal..

  9. Bia disse:

    Foféte,

    Pensei aqui com meu botões (depois de ter dor de barriga de tanto rir…) AINDA BEM QUE VC NÃO ESTAVA DE BÓBIS E LENÇO NO CABELO!!!!!…rs…rs..rs….

    Bjocas com carinho!

  10. mLopes disse:

    Oi!! Eu tb cheguei a pouco na Alemanha e estou me adaptando a essas coisas. Minha casa tb tem a fechadura assim, e eu morro de medo de esquecer tb. Ainda bem que esse mico eu ainda nao paguei, apesar de vaaaaaaarios outros ja! :)
    Abraco,
    Marcelo.

  11. Cristina disse:

    Eu tbm fiquei fora, nao uma vez mais 06 é isso mesmo 06, o bom de tudo é que pude conhecer a solicitude de uma vizinha alema… tem muito contato com os gregos, portanto um pouco diferente. :lol: :lol:

Deixe seu Comentário





* Campos de preenchimento obrigatório