PLANEJE SUA VIAGEM

Step 1: PERÍODO DA VIAGEM

Sei que a decisão muitas vezes é tão espontânea que a gente nem para pra pensar se ela é realista ou não. Pois é, a decisão de quando ir esbarra em vários fatores, tais como:

Férias: infelizmente no Brasil não temos muita flexibilidade para tirar férias, ou seja, geralmente é apenas uma vez por ano e, no mín., 15 dias diretos e no máx. 30 dias. Isso torna o planejamento de uma viagem ainda mais complexo, porque não existe muita flexibilidade. Na maioria das empresas também é preciso avisar com muita antecedência quando você vai tirar férias. Mais um entrave. Então primeiro vai precisar saber quando você vai poder tirar férias e quantos dias vai poder tirar. Se for acompanhado é mais complexo ainda, pois as férias de todos precisa coincidir e chegar em um acordo nesses casos não é nada tão trivial. Por isso é importante começar a pensar nisso muito antes de arrumar as malas. Já sabe quando vai tirar férias? Então segue pro próximo item.

Condições climáticas: aqui dependendo do que quer fazer é melhor checar se as condições climáticas no destino escolhido vão estar adequadas. Se quer esquiar é preciso ver se as pistas de esqui estarão operando (algumas nunca fecham). Se quiser ver neve, precisa se informar sobre riscos de nevasca. Se quiser ir para a praia, verificar a corrente maritima, condições para banho (vai saber se alguma tubulação de petróleo não vazou nos últimos tempos) e riscos de Tsunami (sei lá, de repente). Enfim, dica rápida: geralmente quando está quente aqui no Brasil, também está nos países localizados no eixo Sul do planeta e, nos países no eixo Norte, vai ser o extremo oposto. Por isso que eu adoro ir para o eixo Norte quanto estamos no inverno e fujo de lá quando estamos no verão. Além disso, vale lembrar que em muitos países tem épocas de seca e épocas de enxurradas (as monsões na Índia, por exemplo). Abaixo alguns links que gosto pra checar as condições climáticas dos lugares que estou indo conhecer:

WEBSITES: existem vários, mas esses são meus preferidos pela facilidade de navegar e conteúdo mais completo

  • Português:
  • Inglês:
    • BBC Weather (bonito, mas não achei a previsão pra Jundiaí)
    • CNN Weather (a CNN também não conhece Jundiaí)

APPs: idem aos websites. Eu uso o Intellicast HD que é – adivinha? – FREE.

Também é viável se informar sobre prováveis desastres naturais. Tá, nem você e nem eu temos bola de cristal, então não dá pra ter certeza se um terremoto vai acontecer quando estivermos em um determinado país, mas dá pra, pouco tempo antes da viagem, se informar sobre riscos de alguns deles. E neste site também tem o histórico dos desastres. Sei lá, curiosidade mórbida faz parte do ser humano, né!?

Documentação: cada país tem uma relação diplomática diferente em relação ao turista brasileiro e por isso é sempre bom saber quais documentos são necessários para entrar no país de destino. Na América do Sul, normalmente, o brasileiro só precisa apresentar o RG e em alguns casos precisa apresentar o CIV “Certificado Internacional da Vacina” contra febre amarela que deve ser tomada pelo menos dez dias antes da viagem (na Bolívia, por ex.). Nos outros lugares do mundo a apresentação do passaporte estrangeiro é obrigatória e, em muitos casos, a apresentação de um visto especial também. Lembrando que sempre que for viajar o passaporte deve ter validade de pelo menos 6 meses (considerando a data de retorno ao Brasil) e, geralmente, duas páginas em branco (o selo de entrada em alguns países ocupa uma página inteira).

Pra quem quiser saber sobre quais documentos são necessarios para o país de destino, dá uma olhada nesse site;

O PASSAPORTE, como já mencionei nesta página, tirando alguns países da América do Sul, o brasileiro precisa apresentar passaporte para viajar para QUALQUER outro destino. Veja neste site informações completas sobre este documento, como tirar, o que faze rem caso de roubo e muito mais.

Dependendo do destino, vai precisar solicitor um VISTO e, lógico, não vai ser de graça e nem vai sair de um dia pro outro. Então informe-se sobre isso bem antes pra não ter dor de cabeça, ou pior, pra não ter que desistir da viagem quando as passagens e hotéis já estiverem fechados. Para saber procedimento para tirar visto para cada país, procure pelo consultado do país no Brasil. Esse site pode ajudar.

Seguro de Viagem Tratado Schengen (Europa): de acordo com o comunicado da Comissão Européia de Turismo, os brasileiros não nescessitam de visto para entrar em qualquer um dos países europeus integrantes do espaço Schengen (território sem fronteiras internas que inclui Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia). Por outro lado, o tratado Schengen estabelece a obrigatoriedade de que os turistas brasileiros visitando esses países comprovem possuir uma Assistência a Viagens com valor mínimo de € 30.000 para garantir assistência médica por doença ou acidente.

Situação atual do país de destino: nunca subestime um conflito local, pois todas as duas guerras mundiais começaram com conflitos locais e que tomaram proporções mundiais. Sempre que for escolher seu destino pesquise sobre o momento politico deste. Pesquise sobre índice atual de ataques terroristas, sobre movimentos separatistas, sobre conflitos de traficantes e por ai vai. Procure, se possível, pegar informações de jornais locais para sentir a proporção do problema. Às vezes a mídia internacional gosta de dramatizar as coisas, certo? Enfim, pesquise, se informe e se sentir insegurança, mude de destino pelo menos até o cenário melhorar. Eu gosto de acompanhar as notícias do mundo na BBC e na Globo Mundo.

Step 2: DEFININDO O ROTEIRO

Destino definido, documentos em mãos (ou quase), então é hora de planejar o roteiro da viagem. Pra que esse roteiro seja realista e ao mesmo tempo flexível, é preciso pesquisar sobre o destino com muita paciência e também é preciso tomar cuidado com todas informações que vai encontrar por ai. É importante que você JAMAIS esqueça do seu perfil de viagem, do que você gosta, do que você não gosta, do quanto você quer/pode gastar, das expectativas dos seus parceiros de viagem e também do perfil deles, do que precisam conhecer e do que podem considerer conhecer e por ai vai. Acho importante falar sobre isso, pois hoje com a internet temos tantas informações pulverizadas em blogs e sites de viagem que a gente acaba perdendo o foco e criamos expectativas baseados nas experiências de outras pessoas, por vezes, completamente diferentes de nós. A tendência da maioria é de querer fazer TUDO o que TODO MUNDO fez quando esteve naquele destino e, pior, em 5 dias, quando o outro fez em 15 dias. Isso não é um roteiro realista, concordam? Então, sério, usem a internet para ajudar, mas FILTREM toda e qualquer informação. Se quiser seguir dicas de alguém, siga, mas com equilíbrio, com senso critico, com ponderação, ok!?

Agora que já tem os documentos e as dicas mais vitais, é hora de efetivamente pensar no roteiro. Prontos para decolar! Então é só escolher seu destino na lista abaixo e buscar o que precisa saber e, caso não encontre o que estava procurando, lembre-se de nos contatar através da página “Turismo Colaborativo”. Go!

[php function=2]

Step 3: PRONTOS PRA PARTIR

Roteiro definido e todas informações já anotadas? Então chegou a hora, não tem mais volta. É hora de checar se está tudo em ordem e de, claro, arrumar as malas. Mas não sem antes ler os itens abaixo:

Bagagens e Mala de Mão: existem algumas informações gerais sobre este tema, mas o ideal é SEMPRE perguntar diretamente na cia aérea escolhida, pois as regras podem variar de cia para cia.

Mala de mão: informações oficiais da ANAC aqui sobre o que é permitido levar na bagagem de mão em viagens internacionais. Agora minhas dicas do que TEM que levar na mala de mão: passagem aérea; TODO e qualquer DOCUMENTO (original e cópia), caderno ou que seja um papel com contatos do Consulado Brasileiro de cada país que pretende visitor, todo e qualquer cartão de banco/crédito, dinheiro trocado, papel com endereço da hospedagem no país de destino, uma muda de roupa (já pensando em um possível extravio de bagagem), escova de dente e TODO e qualquer objeto mais valioso que esteja levando.

Limite de peso de bagagens: basicamente as regras são bem explicadas neste site, mas o melhor mesmo é ligar na cia aérea.

Arrumando a mala: tem gente que demora uma semana para arrumar a mala, outras pessoas fazem isso um dia antes da data da viagem. Não dá pra dizer que o primeiro tipo está certo ou o segundo, pois tudo é uma questão de treino. O importante é fazer um check list do que é necessário, do que é opcional, do que é luxo e do que é desnecessário porém vital (rs). Mulheres, é preciso ser razoável na hora de arrumar sua mala e homens é preciso não ser tãããão prático a ponto de esquecer a escova de dentes. O principal é checar a previsão do tempo, olhar no roteiro o tipo de passeios e ocasiões, levar roupas que não amassem tão facilmente (ou comprar um ferro de passar roupa portátil), peças básicas que combinam em várias versões, lenços e acessórios pra diferenciar o look, se for levar maquiagem só o básico peloamor e, mesmo que a previsão diga que só vai fazer calor, leve sempre um agasalho (nossos avós são seres sábios) e um casaco porque o tempo pode virar de repente ou esqueceu que estamos vivendo o periodo das mudanças climáticas mais esquisitas que a humanidade já viu!? Então prepare sua mala sempre pensando em coisas improváveis, mas que podem acontecer. Pra organizar, cada um tem seu jeito e o google tem o jeito pra todos. Sério! Só botar no google “arrumando malas para viagem” que vai ver a penca de especialistas. Eu? Pra falar a verdade eu NUNCA parei pra pensar como eu arrumo minhas malas, afinal eu faço isso tão automatico e rápido que nem sei se sigo o mesmo esquema todas as vezes. Enfim, o mais importante é fazer um check list. Isso eu faço sempre!

Indo pro Aeroporto: primeiro, a roupa que você vai usar durante a viagem TEM que ser confortável. Aeroporto não é “São Paulo Fashion Week”, ou seja, você não está ali para desfilar, está ali para viajar. Deixe para usar seus saltos durante à noite nos dias dos seus passeios, principalemente se estiver de carro/taxi. Procure chegar no aeroporto duas horas antes do check-in abrir, pois imprevistos sempre acontecem nessas horas. Vá em horários com menos trânsito.

Step 4: CHEGANDO NO DESTINO

Step 5: VOLTANDO PRA CASA

Não esqueça de refletir sobre tudo o que vivenciou na viagem. O souvenir ou as compras são as coisas de menor valor que você estará trazendo. O mais valioso será sempre a experiência em si. O contato com novas culturas, com outros referenciais, com outros limites e possibilidades. A bagagem das roupas será desfeita, mas a bagagem da vivência você levará para sempre consigo. Pense nisso e bora planejar a próxima viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *