Refletindo

Penso, logo penso e penso muito. É tanto pensamento, tantas análises, tantas reflexões que é preciso transbordar e eu transbordo em palavras. Esse é aquele espaço onde você poderá encontrar respostas, novos questionamentos, similaridades ou simplesmente algo que te diga nas entrelinhas: você merece ser feliz!

Quem tem fome nao tem frescura!

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Nos últimos seis meses tive contato direto com a cultura asiática, através de Chineses e Thailandeses. Cada assunto abordado em aula me levou sempre a surpresas culturais em relacao à este continente.

Algumas posturas sao extremamente contrárias ao que acredito, mas, diferentemente do que a Maira no Brasil faria, nunca rebati dizendo que o que eu fazia dentro dos meus padroes culturais era melhor. Nao… simplesmente ouvi tudo com muito respeito e, até, admiracao.

Mas uma das últimas aulas foi a que mais me levou à uma profunda reflexao. O assunto: costumes alimentares. Sempre li diversas críticas sobre muitos povos asiáticos terem o costume de comer insetos e, até mesmo, caes e gatos. Antigamente eu também sentia pavor só de ouvir, mas hoje penso que somos (inclusive eu fui, até entao) muito contraditórios em julgar isso um absurdo. Por que podemos comer galinha, ra, pato, vaca, boi, cavalo, cobra, tartaruga, coelho, carneiro e julgamos uma monstruosidade comer cachorro e gato??? Todo sao seres vivos do reino animal, ou eu perdi essa aula e estou confundindo os generos???

Conversando com meu colega da Thailandia consegui entender que somos apenas diferentes culturalmente, mas nao somos melhores que ninguém por nao comermos cachorros! O Brasil nos proporciona um leque gigantesco de gêneros alimentares e isso nos beneficia muito, pois temos muitas escolhas de gostos e sabores e, inclusive, podemos vestir a camisa de preservadores de algumas espécies. Mas muita gente em outros continentes nao tem essa fartura e muito menos essa variedade, mas nao diferentemente de nós, lutam para sobreviver e dar continuidade em sua raca.

Quem tem fome nao tem frescura!!! Isso é a mais pura verdade! Aqueles que já passaram pelo exército e tiveram que ficar confinados em uma selva por dias, sabem disso. Eu nao precisei passar fome para afirmar isso, ao contrário, sempre tive possibilidade de escolha e por isso mesmo me considero fresca, mas nao e por isso que vou manter a linha de pensamento de que comer cachorro e inseto é NOJENTO!!! Nao, nao é nojento, é alimento disponível e um costume diferente, apenas diferente e nao por isso errado.

Nao somos o centro do mundo, nenhuma nacao o é! Acredito que a maior capacidade que adquiri através destes contatos interculturais foi realmente entender isso: SOMOS UMA PARTE DE UM TODO, MAS SEM O “RESTO” NAO SERIAMOS NADA!!!

[pinit count="vertical"]

Deixe seu Comentário





* Campos de preenchimento obrigatório