Reflexões

SENTIMENTOS – Família no Natal

Sim, sou um poço de alegria desmedida e até mesmo exagerada, principalmente quando vejo que a coisa nao tá fácil pro meu lado. Pois é, sou daqueles que riem muito mais quando estao tristes ou até mesmo desesperadas. Poucos conseguem reconhecer quando estou rindo assim ou quando realmente estou rindo de muita alegria. Só aqueles que realmente me conhecem.

Mas meu choro. Ah esse é fácil de saber qual é o estilo. Geralmente quando tá doendo muito e segurei por muito tempo, choro de solucar igual crianca. Mas tem aquele choro da alma, aquele que faz com que as lágrimas corram acompanhadas de um silêncio dolorido. Aquele sem som, onde tudo é só dor e resiliência.

Existem duas datas que costumo chorar. Uma é meu aniversário. Sei lá, no meu aniversário parece que sinto como se realmente estivesse nascendo de novo e ai choro de dor pelas superacoes e de alegria pelas conquistas. É bem difícil de explicar o que acontece, por isso resumo assim e espero que compreendam. A outra data é o Natal.

Por que o Natal? Bom, hoje choro porque estou longe da minha família e é um momento que implica em lembrar de momentos em família para famílias cristãs ou famílias “àtoa” que simplesmente curtem comemorar essa data com o propósito maior de reunir à todos no final de mais um ciclo, o ano. Meus natais em família sao as melhores recordacoes que tenho da minha infância em família e sao essas recordacoes que se transformam todos os anos em gotas de saudades transformadas em lágrimas silenciosas como agora.

Depois que meus pais se separaram (quando eu tinha uns 8 anos), meus natais ficaram sem dúvida mais tristes, pois a cada Natal eu e meus irmaos comecamos a vivenciar um “movimento separatista natalino”. Pois é, chegando o Natal, uma época supostamente feita para unir famílias nem que fosse por um dia, era a época onde eu e meus irmaos acabávamos nos separando para nao deixar nem meu pai e nem minha mae sem filhos nesse dia. Bom, a sorte é que somos 4 filhos do casamento entre os dois, ou seja, era 2 pra lá e 2 pra cá. Aquilo sempre doeu muito pra mim, pois eu sempre sonhei que estaríamos sempre juntos naquela data, como antigamente. Ainda dói muito e eu nao sei se um dia essa dor vai passar. Nao sei.

Na verdade, ainda acredito que um dia possamos passar todos juntos o Natal de novo. Acredito que o tempo e talvez netos (me lasquei…rs) facam com que meus pais entendam o quanto é importante estarmos todos juntos, principalmente por causa das nossas diferencas. Esse sim seria o verdadeiro presente de Natal pra mim, um presente que dinheiro nenhum no mundo seria capaz de comprar, mas que me daria o que nenhum outro daria: o sentimento de ter uma família de verdade de novo. Sei, sei que tem muitas famílias sem pai ou sem mae, mas que mesmo assim sao felizes, mas eu tenho os dois e os dois sao pessoas maravilhosas e absurdamente amadas por mim e pelos meus irmaos, entao por que permanecem agindo assim? Por que continuam fazendo com que a gente tenha que decidir com quem dividir o Natal? Nós estamos nos dividindo há anos e isso dói. Ainda dói e dói muito.

A dor voltou, pois já é quase Natal e talvez minha irma passe com a gente. Mas ela nao conseguiu voar ontem e hoje vai tentar de novo. Mas o fato de talvez ela nao conseguir passar o Natal com a gente, me trouxe todos esses sentimentos de novo e me fez perceber o quanto fiquei feliz com a possibilidade dela passar aqui com a gente. Sim, é apenas uma pessoa da família, mas é da minha família. É alguém que me conhece há 31 anos. É alguém que me ama apesar de tudo. É alguém que me conhece como só a minha família me conhece e isso, acreditem, faz uma puta diferenca. Ter pessoas assim do seu lado após tanto tempo, é uma prova de que você é amada até mesmo nas suas imperfeicoes. Eles nao te pedem que mude o que sabem que é seu. Depois de muitos anos de convivência, eles simplesmente se divertem quando lembram das suas sandices, nao te pedindo pra ser diferente. Tá, até pedem, mas sabem que nao vai mudar nada. (((-:

Acabei de ler um email da minha irma dizendo que vai tentar voar hoje de novo e ai só de pensar que ela pode nao conseguir, cai no choro. Tá, tô chorando sem parar até agora. Tá doendo, poxa! Bom, agora é orar pra que aconteca o melhor, mesmo que o melhor nao seja o que desejo. )))-:

Só nao podia perder a oportunidade de mostrar à todos que vao passar o Natal em família, que sao abencoados e que DEVEM aproveitar ao máximo essa oportunidade, pois ela nao é para todos, mas sim para poucos. Abracem muito essas pessoas que ama, riam muito juntos de tudo e de nada, dividam momentos, dividam conhecimento e mostrem explicitamente que sao gratos por estarem ali. Natal, independente de qualquer outro significado religioso ou comercial que tenha, é um dos melhores momentos para ser grato à todos àqueles que “olham por você”, que querem seu bem e que te fazem bem. Presenteie àqueles que ama com gratidao e tenho certeza que eles farao o mesmo.

Bom, espero que o próximo post seja o post de uma Noite de Natal Encantada e, de preferência, com minha irma tao amada do meu lado.

Amo vocês família! Amo suas qualidades, seus defeitos, suas escolhas e suas loucuras. Obrigada por terem feito de mim um pouco do que sou e por terem cuidado de mim quando eu ainda era indefesa (isso é pros meus pais, pois meus irmaos nessa época me enchiam de bulacha…rs). Espero que um dia possamos voltar a comemorar nossos Natais como uma grande família, pois é isso que somos e olha que a bichinha vai crescer, hein!? (((-:

Saudades…

[pinit count="vertical"]

13 Comentários para "SENTIMENTOS – Família no Natal"

  1. Haila Engelmann disse:

    Maninha….

    Tbém me fez chorar, sua chata!!!!!
    Mas, prometi a mim mesma que não perderia a calma e tenho certeza que dará tudo certo. Estarei com vcs em breve…..
    Bjokas, amo vcs!

  2. Alessandra disse:

    Maaaaaaaaaaaira!
    Que saudades de vocês. Nossa, pelo jeito você está melancólica, e eu fiquei com o coração apertadinho ao ler cada frase do seu post. Foi impossível não chorar….
    Eu me sinto muito feliz por poder comemorar o Natal com uma parte da minha família, mas sempre lembro dos meus amigos, principalmente de você e do Jair que sei que o Natal é um pouco diferente do que eu conheço.
    Quero que você sinta abraçada por mim, e saiba que mesmo a distância e ausência nos e-mails, você não sai do meu coração.
    Desejo que seu Natal seja mais que uma simples comemoração, seja algo MÁGICO, com muita LUZ, HARMONIA e que sua maninha consiga estar aí juntos de vocês.
    E desejo que o ANO de 2010, seja de muitas conquistas e realizações. Que você consiga vencer todos os obstáculos que possam vir pela frente e se torne cada vez mais uma mulher digna de uma felicidade eterna…
    Ah, este post me pareceu que, ou você está grávida ou ficará muito em breve (menos de um ano). Estaria certa?

    Beijinhos nos corações de vocês
    Fiquem em PAZ

    Alê

  3. valeriaamoris disse:

    Oi muié!! Nem preciso dizer que vc me fez chorar…..e como fez.
    Florzinha; não sei o que te falar….
    …só sei que família é complicada D+ sô!!

    “Que tudo seja leve de tal forma que o tempo nunca leve”, Alice Ruiz.

    Porém, saiba que entre as bênçãos que recebi de Deus, sua amizade foi um dos melhores presentes que ganhei em 2009. Por isso, só tenho agradecer!! Desejo de coração que sua irmã chegue a tempo pro Natal e que faça vc abrir aquele sorrisão que ilumina qualquer ambiente onde esteja.

    Sabe…amo as viradas de ano, porém, também, acho o Natal triste…não sei porque. Só me sinto muito triste nessa época. Bom, se serve de consolo, agora que vc está morando na Alemanha, ainda há uma “desculpa” pra passar o Natal longe da família….

    …a minha família está aqui; porém cada um foi pra um lado. Meu único irmão já está em Belo Horizonte; meus pais preferem passar o Natal sozinhos na chácara que estão construindo (interior de São Paulo); invés de passar o Natal comigo e depois irem. Em outras palavras; passarei essa festividade sem nenhum membro da minha família…

    …creio que irei passar com a família do Ricardo; mas não é a mesma coisa. Estarei cercada de gente e me sentindo extremamente só. Esse desabafo não é pra te deixar triste tá…é que também nunca falo sobre isso (fica guardado no coração, sabe como é, né?!).

    Gostaria de te escrever um texto meu…que pudesse no mínimo amenizar sua dor…mas tô sem tempo (ainda estudando e reformulando o projeto) pra escrever aquilo que eu mais desejo e desejo escrever com calma, com amor e com a alma…

    Prefiro reescrever uma mensagem que recebi, não sei quem é o autor, mas é linda….

    …ah! acho que se eu fosse te escrever hoje, também, continuaria me desmanchando em soluços; num choro que corta o coração (deve ser minha disfunção hormonal…rs)…

    ….como também tô chorando nesse momento…então segue mensagem terceirizada, a qual me identifiquei muito:

    “Eu sou uma mocinha atrevida, que virou uma mulher destemida. Não deixei a mocinha morrer, a criança parar de correr e sonhar dentro de mim. Não me perdi da sabedoria e faço da paciência o meu novo desafio. Construo castelos de areia, castelos de cartas, peças em dominó. Construo a vida com a esperança, que às vezes cansa de esperar. Busco a paz para atar em meu peito, busco o respeito… A mim e aos demais. Celebro sorrisos e distribuo beijos. Mas continuo tentando entender a paciência que é uma virtude tão bela quanto o amor; porque o amor é benigno e paciente. O senhor tempo anda me desafiando e eu não sou de me negar ao chamado à aventura. Eu me atiro frente a um desafio tal qual Luke Skywalker em Guerra nas Estrelas.

    Aprendi que o amanhã é dia de ver gente tão querida em um lugar tão especial…mas o importante do dia é fazer o movimento! Acorda, menina!

    Sou uma mocinha transparente demais da conta! Tudo em mim parece refletir. Nem tudo é, no entanto, o que parece ser. Sou como o mar, que reflete o céu, mas que ninguém consegue saber, ao certo, o que tem em suas profundezas. Uma mocinha de sentimento e atitudes bastante profundas. Isso geralmente assusta! Bobagem, quem não gosta de nadar é porque nunca entrou no mar. Na serenidade do meu mar, pelo menos…

    Sou uma mocinha feita de sonhos e desejos, forjada nos laços do amor. Fora disso, as poções certamente vieram de fora, agregadas por um ‘combo’ chamado vida cotidiana. Sou um ser ainda em formação, apesar de ter experimentado muito, ainda é pouco diante do que me espera. Precisa-se de bom professor e de muito amor, essência da minha formação. Isso basta. Eu só tenho o hoje. Amanhã? Talvez…

    Sou uma mocinha sensível, mas não tão frágil; guerreira, mas nem sempre forte. Tenho a força frágil da qual são feitas as mulheres especiais. Engana-se quem pensa que todas são assim. Somos todas equilibristas de uma longa jornada, que começa again and again and again (uma e outra vez e novamente). O fim é apenas um novo começo e recomeçar é nossa tarefa a cada novo dia que nasce e nos oferece uma aventura.

    Sou uma mocinha cheia de fôlego, mas que às vezes se afoga no mar da emoção. Mas, sabe de uma coisa? Eu nunca perco a minha alegria, mesmo que esteja correndo atrás da paz. Essa me foi dada como o nome ao batismo: “serás alegre” e assim tenho permanecido, leve, tranqüila, amando a vida e aos que ele me dá. Amo até os que me jogam pedras, porque são esses os que me tiram a atenção das borboletas e me fazem olhar o caminho. E caminhar é preciso. Assim como navegar no meu mar”…

    Lindo, né?!!

    Te desejo o que há de melhor!! E nessa data especial, sinta o meu forte abraço e que as dificuldades passadas nos tenham ensinado a caminhar com mais firmeza. Que os problemas que possam aparecer sirvam de incentivo, para com ternura serem enfrentados com um sorriso nos lábios. Quero que o amor prevaleça sobre todas as coisas, que as lágrimas que por ventura apareceram, sirvam apenas para expressar a alegria de viver, e de poder brindar os momentos de convívio com as pessoas queridas desta nossa vida.

    Salve o Natal!! Viva o Ano Novo!! Com muito carinho e a mais sincera esperança!!

    Amo-te!!
    Bjs,

  4. Maira disse:

    Mana… tô aqui com o coracao apertado, orando muito pra você chegar logo… ai q angústia… )))-: Mas vamos acreditar… vai dar certo! T. Amo!!!!

  5. Maira disse:

    Lê, danada… voltei a chorar por sua causa… hahaha… já te falei né q qdo meu coracao tá apertado, é só ver algumas pessoas pra eu desatar a chotar: minha mae, o Rô, vc e o Jair. Grosseiramente poderia dizer que vcs tem o poder de me “desentupir” … hahahaha… AMO! Tb desejo o mundo pra vc, pro Augusto e pra toda sua família q, de uma forma indireta, é minha tb, né!? rs… Muita LUZ maninha! Sobre o baby… quem sabe… hehehehe… Saudades…

  6. Maira disse:

    O Val… vc sempre mandando mensagens lindas e reconfortantes… saiba q vc tb foi um presente pra mim em 2009, daqueles q a gente só ganha uma vez… hehehe… Saudades…

  7. Maira disse:

    É pessoal, minha irma realmente nao conseguiu vir… ela tá triste, eu tô triste… mas aprendemos algumas coisas… tipo superar frustracoes, flexibilidade para mudar os planos, saber lidar com o inesperado e nao desejado e agradecer porque ambas estarao bem e poderao ainda esse ano ou no próximo se reencontrar e dar mais valor a cada reencontro possível. Hoje é dia 24, um dia onte todas as familias (inclusive a minha familia de 2) estarao se reunindo para festejar o Natal. Aqui em casa nao será diferente, mas será apenas um dia … um dia qquer que decidimos agradecer à tudo que temos assim como deveríamos fazer, na verdade, todos os dias. E seja Natal ou nao, imprevistos acontecem, coisas tristes acontecem e nós devemos tentar pegar os sinais e aprender. Só isso. Nada de tristeza (até porq nao tenho mais lágrimas…rs), pois nós temos tudo que alguém pode desejar nessa vida: pessoas que nos amam, pessoas que amamos, amor por nós mesmos, saúde, alegria, dinheiro, um teto, comida e paz espiritual. E viva a vida! Bjks e boas festas hj e sempre!

  8. Liza disse:

    Ma,
    achei que tinhamos muitas coisas em comum e agora descobri que sao ainda mais coisas do que eu havia pensado. Entendo bem a sua dor e o desejo do seu coracao em ter a familia reunida. Tbm sou filha de pais separados e vivenciei essa divisao da familia toda a minha vida. Quem sabe um dia o nosso sonho de natal de ter toda a familia reunida vire realidade, né?
    Desejo que essa noite seja iluminada, espero que sua irma tenha conseguido e que as lagrimas que caiam dos seus olhos seja pela felicidade de ter alguém tao especial por perto.
    Feliz natal!

    • Maira disse:

      Liza, pois é, nao é a toa que “nos encontramos” nessa virtualidade nao casual, né!? Minha irma está chegando hj e, mesmo o Natal já estando no passado, minha alegria nao mudou… pois é, esse “imprevisto” me lembrou mais uma vez que o mais importante nao é a data, mas sim o momento. Vivendo, sofrendo e aprendendo. (((-: Um 2010 maravilhoso pra vc e pra toda sua família e vamos parar com essa enrolacao e tratar de nos encontrar em 2010, hein!? Quero muito poder te dar um abraco, pois mesmo virtualmente tenho um carinho muito gde por vc! Bjks!

  9. Juana disse:

    Feliz Natal querida Maira! Agora estou com tempo de ler alguns emails e os teus guardo para ler atenciosamente pois trazem muito sentimento… e o natal é a comemoração do nascimento do menino Jesus, e nós assumimos a reunião familiar, emitimos pensamentos e saudações positivas de saúde, de alegrias, de otimismo,etc Preparamos tanta comida, doces, é o tempo de engorde, até as pessoas que tem dificuldades econômicas fazem questão de ter a ceia, a roupa nova, limpa, os que tem um pouco mais fazem doações, principalmente brinquedos, alimentos para as famílias carentes… amiga vamos não chore é momento de festa! Devemos seguir adiante e você é uma pessoa que a alegria brota de dentro do teu coração, da tua alma…Também sou filha de pais separados, tive esse sentimento, esse sonho de ter todos juntos, mais eles estão tão felizes, como os teus, não vale a pena desejar-los juntos…assim como no momento vivo, fiz questão que os meus filhos enxerguem quão felizes estamos, cada um no seu cantinho…Jamila chegou de férias e trouxe uma amiga que iria passar o natal só na Argentina, e sorte que também é vegetariana, então comemoramos juntos, muita alegria para ela não sentir que estava longe do seu pais, da família, Jader ligou de madrugada desde o Afeganistão, nossa quanta alegria para mim, não esqueceu da nossa comemoração apesar de estar nas montanhas, e ainda iria ligar para o pai, que também entrou em contato aqui com as filhas e os sentimentos eram de felicidade, porque está feliz…Entendes amiga? Acrédito que você e Rodrigo tiveram o seu natal inesquecível, tal vez a primeira vez juntos, sempre estiveram por aqui, no Brasil, com a família, é a vez de vocês sós, são uma família, assim como nasceu o menino Jesus com a mãe e o pai perto, construa sua família e estejam sempre juntos, e os filhos de vocês te ajudarão a vencer esse sentimento…Saudades!!!!Beijos!

    • Maira disse:

      Juanita, juanita… vc sempre me dizendo/escrevendo aquilo que preciso ouvir/ler… vc está certissíma e espero de coracao que eu tenha paciência e sapiência pra realmente entender e aceitar esse processo. A cada ano isso fica mais claro pra mim, mas mesmo assim ainda fico triste. Talvez porque ainda nao tenha tido filhos, mas quem sabe nao tomo coragem (e vergonha na cara…hahaha) e providencio um pimpolho, né!? (((-: Saudades perua! Te amo muito!!! Feliz 2010 pra vc e pra todos seus pimpolhos que amo!!!

  10. Joice Gerodo disse:

    Maira, adorei o blog!
    Estudei com a sua irmã na ETWB!
    E Adorei o blog! Mto bem escrito! Acho que todos aprendemos a escrever bem com o prof. René né?

    Beijos

  11. andrea disse:

    olha esse carta me fez chora muito pois vivo a 11 anos fora do brasil e minha familia e tudo pra mim, pois sofro demais por nao ter eles ao meu lado tem 11 anos que nao passo o natal com minha familia,pois e pior ainda quando vc receber a noticia que perdeu alguem de sua familia e nao poder esta junto pra se despedir, nao a dinheiro no mundo que paguei a felicidade de esta ao lado de seu se queridos.

Deixe seu Comentário





* Campos de preenchimento obrigatório