Estações do Ano

VIVER NA ALEMANHA: Depressao de inverno

Com a chegada do lindo outono europeu, chega também o encurtamento do tempo de luz durante o dia. A luz aparece em média às 8 horas e vai-se embora já às 16 horas, ou seja, uma deprê total. A partir do dia 23 de dezembro os dias voltarao aos poucos ao normal no que diz respeito à tempo de luz, mas até lá muito suicídio na linha do trem e briga de casal ainda vao rolar. (((-:

A chamada “Depressao dependente de estacao do ano, Depressao de Inverno” (em alemao: “saisonabhängige Depression, Winterdepression – SAD) é coisa séria e que pode atingir qualquer um, até mesmo àqueles que nunca acreditaram em depressao como doenca, achando que é frescura. Nao é, pelo menos em alguns casos. Eu, por ex., tenho uma mudanca de ânimo absurda nessa época do ano e meu humor já nao é mais o mesmo também. Esse ano está menos pior, talvez porque estou muito ocupada pra prestar atencao nas minhas reclamacoes biológicas, mas quando nao estava estudando quase ficava maluca nessa época.

Sendo a depressao uma doenca, existe possibilidade de cura e essa deve ser utilizada, caso o quadro se agrave. Uma das possibilidades super pop por aqui é uma terapia utilizando lâmpadas especiais. Nesse tipo de terapia a luz de uma lâmpada especial incide sobre os olhos do paciente e isso gera uma influência indireta em um nervo no nosso cérebro responsável por regular o nosso relógio biológico. Depois de aprox. 4 dias, o paciente já se sente bem melhor, segundo estudos.

Agora o que todo mundo que lê sobre isso (como eu) se pergunta é: Como a luz age nesse caso? Onde adquirir essa salvacao? Como utilizar?

A resposta que li para essa pergunta (fonte em alemao citada no final do texto) é que essa luz influencia nosso relógio biológico e, consequentemente, a nossa vida. Reproducao, sono no inverno, apetite, bem-estar sao controlados pelo nosso relógio biológico e esse é regulado durante o dia.

Quando os dias no outono se tornam mais curtos, a falta de luz faz com que nosso corpo produza muita melatonia e esse hormônio é responsável pela nossa necessidade de dormir. Esse mecanismo importante faz com sintamos muito cansaco quando há menor incidência de luz, ou seja, quando escurece. A pessoa que apresenta uma alta concentracao de melatonina no corpo, tem uma forte tendência a depressao de inverno/outono. A luz clara regula o relógio biológico e cuida ao mesmo tempo para que a concentracao de seratonina, um neurotransmissor,  seja elevada, pois a falta dessa substância leva a depressao. A falta de seratonina é a causa de toda a depressao. Essa substância é responsável pela transmissao de informacoes e quando esta volta a funcionar adequadamente, a pessoa volta a pensar melhor, se sente melhor, dorme melhor e assim volta a aproveitar a vida intensamente novamente. Entenderam agora porque que aqui o povo nao perde um dia de Sol ficando dentro de casa? (((-:

Sobre a influência de luminosidade sobre nosso corpo, é preciso saber qual é o melhor tipo de luz ou intensidade de luz para ajudar na cura de tais processos depressivos. A melhor luz é, sem dúvida, a luz do Sol, mas na falta desta, basta utilizar lâmpadas artificiais com capacidade de reproduzir tal. No mínimo é preciso 2000 Lux para que o efeito psicológico seja atingido. Um dia de Sol, por ex., nos oferece aqui na Alemanha 10.0000 Lux, já na linha do Equador essa intensidade é de 80.000 Lux. Já o nosso corpo só é capaz de nos “alimentar” internamente com aprox. 300 até 800 Lux, ou seja, “banho de luz” é vital. (((-:

As lâmpadas especiais para essa “Terapia de luz artificial” encontram-se em muitas clínicas e consultórios de médicos aqui na Alemanha e muitos alugam tais lâmpadas para pacientes que queiram levar pra casa. Mas, para quem quiser, também é possível comprar tal lâmpada nos estabelecimentos chamados “Sanitätshaus” (fornecedores de equipamentos para médicos). Na Davita, por ex.: http://www.davita.de/shop/lichttherapiegeraete/lichtduschen-tageslicht.html.

É importante usar tal método, tomando alguns cuidados. No comeco é preciso utilizar a lâmpada todos os dias durante 14 dias. Quando sentir que já está melhor, reduzir a frequência e só utilizar a lâmpada para dar um “up”. O melhor horário é pela manha, pra avisar seu relógio biológico que o dia comecou e botar o bichinho pra trabalhar no seu ciclo normal. O tempo de utilizacao depende da intensidade da luz da lampada, mas varia entre 2 horas (2.500 Lux) e 40 minutos (10.000 Lux). A exposicao à lâmpada em outro período do dia nao é tao efetiva em comparacao à utilizacao logo pela manha, mas melhor do que nada em último caso, né!? Mas, atencao, se o período escolhido for o noturno, você poderá ter problemas para dormir. O ideal é manter uma distância de 50cm da lampada e nao mais que isso pra nao diminuir a quantidade de luz recebida. Outra coisa importante é beber algo durante a terapia, principalmente água e de jeito nenhum pinga, senao é capaz de você sair abracando a lâmpada e chamando ela de melhor amiga. (((-:

É isso. Se você está se sentindo meio deprê e nao está de TPM, saiba que existe uma LUZ no fim do túnel e outra no médico mais próximo de você. (((-:

Fonte: http://www.depression-therapie-forschung.de/lichttherapie.html

[pinit count="vertical"]

6 Comentários para "VIVER NA ALEMANHA: Depressao de inverno"

  1. OI, Maira,
    Minha versão sobre o tema em 30 de janeiro deste ano.
    http://tudodebonn.blogspot.com/2009/01/bronzeamento-artificial.html
    Abraço

  2. Dona Flor disse:

    Maíra, ótimo post, eu mesma acabei de escrever um sobre a depressão que eu tive por aqui.
    Talvez seja interessante dizer que o meu médico é da linha que acredita que apenas luzes acima de 23 mil lux dão resultados. Aí, é um tratamento diário de 30 minutos. A luz deve ser voltada para os olhos da pessoa que está usando e não precisa ficar “paradona” embaixo não. Eu mesma uso quando estou no computador, por exemplo. Tem gente que usa enquanto está na esteira e por aí vai. Comprei minha lâmpada direto com o médico e não paguei nem 20 euros. Essas de “marca” são um roubo de caras, na minha opinião! rs
    Beijos e bom findi!

  3. Maira disse:

    Oi Dona Flor, adorei seu “depoimento”! Nossa 20 euros? Tô quase comprando uma entao, caso contrário nao sei se aguento até o final do semestre. Jesus tô num desânimo pra estudar que nunca vi!

    Bjks e ótimo findi pra ti tb! Má.

    PS: tento comentar no seu blog, mas nao consigo. Sabe por que? ))-:

  4. Maira disse:

    Oi Arlete, li seu post agora e lembrei de uma info que li sobre esse povo que busca luz no bronzeamento artificial. A luz emitida nesses estúdios nao tem o efeito necessário para curar depressao ou melhorar ânimo. Aliás, esses bronzeamentos artificiais em estúdio sao bem danosos pra saúde dos branquelos que querem ficar com tom “oliven”. (((-: Bjks!

  5. Haline disse:

    Muito interessante!!!
    Ando meio desanimada com esse frio e agora entendo o porque.
    Bjos

  6. Pat disse:

    Oi Ma!!!

    Menina! O Rô me recomendou esse post e agora eu preciso-disso! Nem vou comentar onde moro pra não pegar mal, mas o fato é que: dias de chuva, noites mal dormidas, casa mal iluminada são ingredientes básicos para essa depressão!

    Essa luz parece coisa de ficção científica!! Tem um livro do Philip K Dick – Blade Runner (aquele clássico mesmo – mas o livro é um pouco diferente do filme) onde as pessoas usavam uma maquininha para programar seu estado de espírito. Eles acordavam, ligavam a maquininha pensando: “Hummm… deixa eu ver. Hoje vou querer um pouquinho de depressão e mais à tardinha uma euforia básica…”. Maluquice, né?! Mas o passo-a-passo que você colocou no post parece a mesma coisa!!!

    Beijos e saudades!!!

Deixe seu Comentário





* Campos de preenchimento obrigatório